terça-feira, 29 de janeiro de 2008

De volta e saindo

Peço desculpas aos leitores por ter me afastado tanto deste espaço, mas fiquei sem internet na minha casa, desde o dia da chuva forte e dos raios. Posto esses meus escritos em plenos preparativos para minha viagem de férias, rumo a Capão da Canoa. Gostaria de poder ficar nas beiras de sanga aqui da nossa região mesmo, infelizmente ou felizmente, meus filhos não abrem mão de uma praia de mar. Então, que seja feita a vossa vontade assim em casa como na praia.
Aproveito e aviso a todos que postarei poucas coisas em função dos meus afazeres de lazer e de escritura do meu livro, ou esqueceram que eu já anuncie seu lançamento para este ano? Como estou recém na metade, mãos à obra, quer dizer, ao teclado.

Viva o Valdir

Este senhor aí da foto, ao meu lado, é o Valdir Prestes, um grande profissional da mecânica de automóveis. Ele é proprietário da Univel, lá do bairro Itu. No último sábado festejamos os seus 50 anos de feliz vida ao lado de sua família e amigos. Santiago está de parabéns por ter tanta gente boa em várias áreas e, o nosso amigo Valdir, é um deles. Quem quiser conferir o que digo, que leve sua "lata velha" em sua enorme oficina de chapeação que ela sair zerada. O homem é incrível. Valeu, Valdir. Um abração e feliz aniversário.

Mauro Lovato

Ontem me reuni com o prefeito Mauro Lovato, de Nova Esperança. Inventei de visitar o balneário Piquiri e por lá trocamos algumas idéias com o chefe da prefeitura. Com ele estavam seus assessores Juarez Zambelli, Miguel Monte e o vice-prefeito Ademar Crestani. Todos contentes em ter entrado no último ano do governo municipal com os cofres em dia e com um grande volume de obras em andamento. Apesar da felicidade de ter feito uma boa administração, Mauro não confirma se vai concorrer à reeleição. De ante mão agradeço pela recepção. Vocês sabem mesmo receber os visitantes.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Santiago, a região e as fofocas

(Esta postagem saiu só hoje em virtude de problemas com a Santiagonet, que ficou fora todo o fim de semana).

Maravilha! A Copa Santiago está a mil e a cidade muito ganhou com esse evento, pelo menos temos o que fazer nesta época de vacas magras, onde a chatice impera. Feliz está o amigo Júlio Prates, na praia e espraiado. Vejam, mesmo distante ele conseguiu uma façanha, publicar que o prefeito vicentense, Jorge Martins, vai ser candidato a deputado. Vejam a resposta do cara ao seu blog e revista A Hora:

"Tudo o que eu consegui foi com muito esforço. Venho conquistando espaços, as pessoas estão me incentivando. Até o Marco Peixoto me diz que eu sou o sucessor dele. Se for a vontade do povo, se for a vontade da região, certamente eu serei candidato a deputado estadual."

São por estas e outras que ele vive enfiado em todos os eventos da região. Esta ficou tão boa que eu vou publicar no Expresso. E quanto a essa fofoca do Ivo, cassação etc, esperemos que sente a poeira para ver no que vai dar. No frigir dos ovos, garanto que não dá em nada.
É, deve estar tudo errado com o Ivo e tudo certo com o prefeitinho do PDT lá de Manoel Viana que enterrou dinheiro na areia da praia e agora se acha no direito de promover nova gastança. Mas este é o bom. O Ivo, é o ruim.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008


Tem sangue no jornal

Lembram daquela canção do Raul, na qual ele fala que tem sangue no jornal? É! O Expresso de amanhã estará assim, com bastante sangue, como a população medíocre gosta. E como somos prestadores de serviço, agradamos aos leitores em geral, aos bons, aos sábios e aos medíocres. Pelo menos dentamos. Um dos coitados que vai figurar no jornal levou um pau e largaram pelado, em plena rua do centro de nossa amada Santiago. Por sorte eu ia para casa após uma noite suada aqui na redação e bati as fotos com o amigo e colega Tonho. E lá na Bonato retiraram um corpo putrefado da água. Sem parte dos braços etc. Acho que os cachorros comeram um pedaço do infeliz. A população fez quase uma festa ao redor dos corpos; do cara e dos bombeiros. Mas deixemos para amanhã, que o Expresso tratará tudo mastigadinho.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Os meus amigos e os
15 anos do Expresso

Se existe algo que me deixa feliz é ver meus amigos felizes, como nesse encontro festivo. Reunimo-nos para conversar, rir, cantar e festejar os bons e novos tempos, sem esquecer dos velhos tempos, naqueles dias em que eu vinha para Santiago numa CG 125 e chegava na cidade tapado de poeira. Quando eu vinha para Santiago apenas com o dinheiro para uma noite no hotel e um para um "x" como almoço no outro dia. Quando eu ia de porta em porta oferecendo o Expresso, ouvindo "nãos" e "talvezes". Ouvindo ainda: "Volte daqui a uma ano. Se o jornal durar até lá, eu anuncio nele".

Tempos de Glória - Foram tempos de glória para um cabeça-dura como eu, que cismou que Santiago merecia um jornal totalmente seu, depois que outros vinte e poucos encerram seus ciclos. E dizer que já se vão 15 anos daquele tempo. Acreditam que isto seja motivo para festa? Eu sim. Portanto, festejamos no último sábado, contando com a presença do prefeito Chicão, do vice-Júlio Ruivo e de alguns dos secretários municipais. Também estavam Lá o Júlio Prates e a Elisiane Mello, hoje, diretores da revista A Hora. Ele, o blogueiro mais lido da região, e quem sabe até do Estado. Quando iniciamos, o Júlio, a Sandra e eu quase incendiamos Santiago. Se fosse hoje, e nós resolvêssemos atuar do mesmo jeito, tenho convicção de que tudo explodiria. Mas os tempos são outros e a maturidade nos fez crescer.
(Na foto: Ilda, Cristiane, Sidi, Camila, PC e Antônio, meus amigos e colegas de Expresso, dentre os quais, destaco os mais antigos: Cristiane, Sidi, Antônio e Paulo César - o PC ).

Pedaços da história

Ao longo desses 15 anos, enquanto guardávamos um pedaço da história dessa região, tecemos críticas, fomos duros em muitas ocasiões, e com muita gente. Principalmente com agentes públicos. Criticamos enormemente a Administração do José, mas afinal, tudo era uma provação para ele, que com diplomacia, inteligência e respeito pelo nosso trabalho, soube muito bem atingir o último ano dos eu governo só fazendo amigos, inclusive entre a imprensa, inclusive entre os integrantes do jornal Expresso. Este pedaço de texto que escrevo agora, às 2 horas de terça, ouvindo Elis Regina pela TV que está ao fundo, tem mais cunho de desabafo do que qualquer outra coisa. Mas em verdade posso afirmar: agradeço um a um, objetivando reconhecer o apoio de todo o santiaguense que lê o que escrevemos no Expresso, jornal este que fez de mim um cidadão desta terra. Obrigado, gente! Obrigado Santiago! Em maio festejaremos nosso debu, e queremos homenagear muitos amigos, colaboradores, incentivadores... enfim, mais uma vez, a festa será para vocês.

LIVRO - Em meu livro, alusivo aos 15 anos do Expresso e aos meus 20 de jornalismo, quero esclarecer diversos pontos que possam ainda estarem obscuro. Vou falar de quem tenho que falar... dos amigos, dos inimigos hoje amigos... contarei tudo, afinal, minha vida jornalística e até muita coisa particular envolvendo minha família, meus amigos, virá à tona com o título: João Lemes - 20 anos de jornalismo. E para quem pensava que eu não venceria a batalha de escrevê-lo, alerto que estou quase na metade. E, lógico, contarei com a ajuda de alguns amigos mais chegado, pois sozinho não poderia concretizar a obra.

sábado, 12 de janeiro de 2008

Viva a Copa

Após uma semana exaustiva, o Expresso circula e nós voltamos a apreciar mais uma Copa Santiago. Tudo certo, tudo bonitinho e os times em campo. Inter, Cruzeirinho e Grêmio, os que mais levam gente ao estádio venceram na estréia. Ontem, sexta, o Grêmio encerrou a rodada derrotando o Peñarol. Hoje, vou ver meu Inter. Tomara que vença outra. Domingo, sigo torcendo para o Cruzeirinho. É a Copa, são nossos sentimentos esportivos à flor da pele.

Como não consegui dormir cedo, agora, em plenas 4h:30min da madruga de sábado, coloco esta postagem no ar. Devo me recostar ao travesseiro e tentar dormir. À noite teremos vários compromissos, dentre eles, um jantar superespecial, o qual, será uma honra para todos os do jornal Expresso Ilustrado. Até mais!

terça-feira, 8 de janeiro de 2008


O belo Denilson

Hoje estou contente. Meu amigo e colega José Denilson recebeu um elogio e eu fico faceiro quando alguém ligado a mim é lembrado. Prestem atenção nesta frase: "Eu gosto do Denilson. Ele é muito bonito. Uma pessoa boa. E que nome bonito! Se eu tivesse outro filho eu colocaria nele esse nome: Denilson". (Elvira Chaves Lemes)

Felizardo

Pra quem não sabe, esta senhora é minha progenitora e encontra-se em minha casa saboreando o convívio familiar. A cada ano ela me visita e sempre acaba trocando ou desconhecendo os nomes dos nossos colegas de Expresso, mas o do Denilson ela não esquece. Sorte a dele. Fiquei até com inveja.


Cruzeiro Miscelãnea

Calorão e serviço à vontade. Ontem já fui ao Cruzeiro ver minha "equipe miscelânea". Sim, dou este título porque tem jogadores de todo o Rio Grande, até um argentino está lá pelo Alceu Carvalho, menos de Santiago. Mas tudo bem!

domingo, 6 de janeiro de 2008


Sábado quente, a
pesca e os holofotes

O Expresso circulou hoje. Parece sexta, né? O dia quente fez bater a vontade de ir pro campo, pra água, qualquer lugar menos pra frente do computador. Também, passei a semana toda digitando o jornal e corrigindo, que até me dou o luxo de ficar sem fazer nada. À tardinha me fui pra uma pescaria, quer dizer, assistir a uma pescaria dos amigos Júlio Prates e Márcio Brasil. Trocamos algumas idéias e discuti política, como sempre faço quando me encontro com o Júlio, nosso grande pensador. Ele até me disse que a bola da vez é a frase "saí dos holofotes". Beleza!

Mas quem estava mesmo nos holofotes foi um velho e gordo sapo debaixo de uma luz quando voltávamos da pescaria. Sabem o que ele estava fazendo? Papando isentos sob a iluminação artificial. Então, sair, às vezes, pode significar chegar mais perto. Amanhã eu volto. Estou com minha mãe de visita em minha casa, portanto, preciso dar-lhe um pouco mais de carinho e atenção, e como não faço mais que minha obrigação, mãos à obra.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

O novo presidente
Mesmo a contragosto do PP, está eleito o novo presidente da Câmara de Santiago. O poder segue nas mãos da oposição com um trabalhista regressando ao cargo após 19 anos.

Os auto-elogios e os...
Na primeira entrevista de Nélson Abreu, recém -eleito presidente, ele disse que as pessoas o viam na rua e diziam: parabéns! Você esperou tanto! Você mereceu! Você blá, blá blá...

... vangloreios do Neco
É claro que ele esperou bastante e merece. Alguns nem esperando a vida toda conseguem presidir um poder tão importante. Agora, narrar os elogios ditos a si é se vangloriar por tabela.

Se repartindo
Abreu quer fazer um montão de coisas. Falam também que a chefia de gabinete será rifada entre meia-dúzia de companheiros. Se ele fizer isso, será um reparte do cargo, não deixando que alguém realmente desempenhe a função com afinco.

Boa sorte!
Por fim, lhe desejo sorte e que o destino nos poupe de suas tempestades em copo d’água, dos seus discursos afoitos e lhe brinde com serenidade para administrar o que é de todos.

terça-feira, 1 de janeiro de 2008


Festejando 2008
Aí está 2008. Chegamos ao tão esperado ano para a família Expresso, ano em que faremos festa para marcar nosso 15° aniversário. Como falei, viramos 2007 em Bossoroca, na casa dos amigos José e Izoldi Dallarosa. Um lugar lindíssimo, em meio ao verde abrilhantado pela presença dos maravilhosos amigos e familiares. Sandra, Taborda, sua vó, os colegas Débora e Claudiomiro Brum, todos estavam lá com a minha família, a Su e a filharada. Vejam as fotos "exclusivas" eh,eh,eh... Amanhã, reiniciamos as atividades no Expresso que não pára e sai novamente no sábado.



Grande Claudiomiro. Nome de craque. Depois da virada, mostra dos craques da música: karaoquê regado a cerveja.


Joãozinho do passo certo.
E a Su também!

Os 3 filhos de João Lemes
Na virada: Fernanda, João, eu e Fagner.