sexta-feira, 29 de agosto de 2008

de São Chico

(Pra dar uma mãozinha: a coligação que figura em segundo na pesquisa chama-se UPA).

Esta charge saiu lá em São Chico, no jornal Jaguar Regional, parceiro do Expresso. O trabalho é uma idéia deste que vos fala com o traço primoroso do paulista Jean Pires e representa a coligação UPA caindo do cavalo, graças a uma pesquisa do Expresso, com Ernani figurando em primeiro lugar, algo que surpreendeu até os próprios aliados dele.

Vende-se
candidatura


Já falam por aí que um candidato vai vender sua candidatura por 80 mil reais e a promessa de uma ou duas secretarias para seu partido. Eu prefiro não acreditar que isso aconteça, pois seria uma compra indireta de votos. Ao comprar o apoio do candidato, compra-se seus apoiadores e supostos eleitores. Vamos aguardar!

Mordi a língua

(Sandro Palma e Zambiasi, bem ao centro, rodeados pelos demais membros do PTB)

O homem veio!


Sempre digo que essas autoridades não vêm a Santiago. Na maioria das vezes, a gente anuncia e basta uma nuvem para eles desistirem da viagem. Mas desta vez sou obrigado a admitir: o Zambiasi cumpriu o que prometera a seus partidários do PTB, Sandro Palma e Cia. O homem veio mesmo. E que dor na minha língua!

Tomou na cabeça

Tão logo ele chegou no CTG Coxilha de Ronda, o meu colega Denilson Cortes correu lá e trouxe fotos e mais fotos. Depois eu soube que até um coquetel seria distribuído de graça pro povão, mas a eficiente promotora Fabiane barrou tudo. Está correta esta autoridade, afinal, chega de bancarem os desavisados da lei eleitoral. Assim, o povão, que iria comer frios, entrou mesmo numa fria e foi pra casa de barriga vazia. Tudo bem, ele disse que cobraria um real de cada vivente, mesmo assim, a promotora desmanchou a festa.

Santiago apoiar candidaturas, e em se tratando de Sérgio Mas o candidato veio e Sandro pôde cumpir sua promessa, mostrando que tem prestígio junto às bases do partido em Brasília. Esta foi a primeira vez que um senador da República veio aZambiasi, o cara dispensa comentário.

Essa frescura de boicota coquetel aqui e ali, é bem feito pro Sandro, que nunca ouve críticas nem ninguém. E para completar, parece que vai ficar fora do ar por 4 programas de rádio, tudo porque os candidatos a vereador pelo PTB teriam falado nele em seus espaços.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008


Deus mente?

Corre à boca pequena que o Sandro Palma passou à tarde orando numa igreja. Saiu de lá dizendo que falou com Deus e soube que estaria eleito. "Ele me disse: a vitória será apertada, mas eu tô eleito", teria dito Palma. Numa daquelas, surge um gaiato e lasca: "Agora, até Deus já anda mentindo".

Cadê os comícios?

Estava conversando com o Denilson Cortes aqui na redação e surgiu uma dúvida. Neste ano não teremos comício? Com a ausência de shows, cada qual tem mais medo que o outro de acabar não reunindo ninguém. E daí, será feio demais!

Zambiasi vem?

Já são mais de 16:30 e até agora nem rastro do Zambiasi. Mais uma vez volto a dizer (tomara que eu não morda a língua): essas autoridades só garganteiam que vêm. Ou são elas, ou quem fala por elas. Sandro Palma arrotou a semana toda que ele viria. Ainda tenho minhas dúvidas e, como sempre, a desculpa será o tempo!

O Expresso vem!

O jornal de amanhã traz umas boas sarrafeadas em políticos mal intencionados e que gostam de prometer o que não irão cumprir. Mas o principal do jornal é a festa Os Melhores do Ano. Uma edição recheada de fotos para todos os gostos estará nas ruas a partir desta sexta de madrugada. Boa leitura!



Expresso e Iguaçu
em mais um debate


Será no dia 13, na Câmara de Vereadores, o próximo encontro entre os candidatos a prefeito de Santiago. O meu amigo Ruy Gessinger será o mediador enquanto que a Sandra Siqueira e eu nos dividiremos nas perguntas a cargo da imprensa. Hoje à tarde foi acertado tudo com os representantes dos candidatos.

O desavisado

Sandro Palma, o único que não mandou representante (foi pessoalmente), se atrasou para a reunião e precisou de uma ligação telefônica. Foi aí que um gaiato largou esta: se ele cumprir assim com suas obrigações quando for prefeito, estaremos bem... Dali a uns minutos Sandro chegou esbaforido, mas só depois de eu pedir para avisá-lo que ele poderia ficar fora da foto. Se apresentou e disse: "Eu não sabia que era hoje reunião". Aí, Gélson Limana destacou que havia entregue o ofício bem como manda o figurino. Coisas do Sandro...
Senhoras e senhores, até lá.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Mulheres da minha vida


Hoje é mais um daqueles dias especiais para este blogueiro. Há poucas horas, a Suzana ganhou o título de Cidadã Santiaguense, junto com a irmã e minha colega aqui do Expresso, a Sandra. Título este, que representa o carinho de Santiago para com elas. Hoje também é o aniversário da minha única filha, a Fernanda Lemes, que aí está com a mãe dela, festejando seus 14 aninhos. Juntas, elas formam uma dupla imbatível que domina meu coração. Um beijo a elas com todo o carinho do mundo. Eu amo vocês.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

A melhor das melhores

Esta é a frase que os premiados com o troféu Os Melhores do Ano estão dizendo após a festa de sábado, a cargo do jornal Expresso Ilustrado. Umas 600 pessoas lotaram o clube União, que só não recebeu mais gente por falta de espaço, realmente. E o show do Michael Sullivan foi o melhor do ano, pois o cara conseguiu levar a platéia aos tempos de Tim Maia, Fevers, desfilando sucessos escritos por ele e gravados por tanta gente boa, como Roberto Carlos, Rosana, Leonardo, Cláudia Leite...


Impecável!

A decoração, mais uma vez foi um dos pontos principais da festa. Quem lá esteve, tinha a sensação de estar numa nave espacial, num avião, num balão, sei lá... Parabéns à Sandra Siqueira e à Mara Madalosso, que arrancaram aplausos por mais esta obra.
Agora, aviso: fiquem atentos ao Expresso de sexta quando estaremos contando tudo, tim, por tim, tim da maior festa social (não só da região), mas do interior do Rio Grande. Até lá!

sábado, 23 de agosto de 2008

RESPOSTA DE VULMAR

(Foto: Vulmar Leite)


Prezado João!
Eu, certamente, não mudei sobre as questões que requerem procedimentos e atitudes éticas, mas quanto ao diálogo, busca do entendimento e de soluções para divergências, mudei. Agora radicalizo o diálogo. Gostaria muito de discutir essas questões contigo, frente a frente, em paz e em harmonia. Não vou responder às provocações quanto ao relacionamento com a imprensa, pois somente poderão ter receios de mim, no futuro, aqueles que têm medo de perder privilégios ou vantagens indevidas. O que não é o teu caso. Quanto à publicação de notícias da minha campanha no teu jornal, pedirei a nossa coordenação que mantenha contato pessoal contigo. Espero que os receba.
Abraços,
Vulmar Leite


MINHA RESPOSTA:


Em primeiro lugar, obrigado pela resposta. Em segundo, observo que não poderia dizer outra coisa senão esta resposta que aí está, com diplomacia e seriedade. És um grande homem público, Vulmar, inteligente e, acima de tudo, íntegro como poucos. Apenas, às vezes, desconfia demais das pessoas e deixa escapar aquele resquício de antipatia por conta da sua forma um pouco autoritária (que às vezes também faz bem), mas não em época de campanha, muito menos com a imprensa. Isso remete ao fato de que, uma vez na prefeitura, seguirá no mesmo tranco de outrora. Mas sigamos em paz e nunca duvide de mim e do meu trabalho, o qual já sabe que é sucesso em toda a região. E se quer ser mesmo meu amigo (pois fora o que eu disse acima, te admiro muito), não esqueça: meu trabalho está acima de tudo, duvidar dele, é me atacar na parte mais fraca e, aí, as reações serão naturais.

Abraços, e conte com o Expresso. Ele não é meu, é nosso. É dos mais de 40 mil leitores, cujos jornaleiros pintam de vermelho nossa cidade todas as sextas, provando a circulação estupenda que temos.
João.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008


Vivam os recordes

Raríssimos eventos em Santiago têm seus ingresso esgotados uma semana antes e, neste quesito de importância, figura o nosso Expresso Ilustrado, cuja promoção Os Melhores do Ano bate recorde a cada ano. Só não é maior por falta de espaço no clube. É a legítima festa com a grandiosidade que a região merece, que os premiados merecem. Palmas para todos, hoje a noite é de vocês e do cantor Michael Sullivan, outro recordista em composições de sucesso, com inscrição no Livro dos Recordes. Sejam todos bem-vindos à noite do Oscar!

PALMA PRO SENADOR
Sandro Palma promete trazer o senador Sérgio Zambiasi; se isso ocorrer, o moreno cresce nas pesquisas, pois todos sabemos que Zambiasi é um semideus para muitos.

Inquieta
Alguém publicou uma enquete (que inquieta) e disse que nem se compara à pesquisa que o Expresso divulgou. Acertou em cheio. Não se compara mesmo, por isso tem o nome de enquete e vai publicada com as inscrições "Não tem validade científica". Brilhante dedução.

Sandro e Vulmar

Vulmar Leite tem volume de campanha no centro enquanto Sandro Palma leva vantagem na svilas, onde está a massa eleitoral. Ele fala com certa demagogia? Fala. Mas é isso que o povo quer ouvir. Infelizmente. E digo mais. Sandro ainda poderá crescer muito e só quem pode cair é quem está em cima, ou seja, Ruivo. Aguardemos!


Ao Júlio Prates

Me admiro o amigo Júlio Prates usar o blog do Márcio (onde ele fez uma enquete furada sobre debate na Santiago) e o nome do Expresso para acatar pesquisa do Index, publicada pelo mesmo Expresso. Logo ele, (Prates) "que não acredita em pesquisa", e que passou a vida inteira fazendo só pra ganhar dinheiro (como está no Expresso de hoje) coloca esse percentual abaixo e diz como verdadeiro. Em pesquisa, que é científica, ele não acredita, mas em enquete, sem o mínimo de coerência, ele passou a acreditar. Quanto finalmente tomar uma atitude mais coerente com a realidade, por favor, meu amigo candidato petista, me avise.



DO BLOG DO JÚLIO
Terminou o enquete promovida pela blog do jornalista Mário Brasil, do Jornal Expresso Ilustrado, para saber quem ganhou o debate na Rádo Santiago; como essa não tinha a mão do INDEX e quem votava eram os internautas santiaguenses, o resultado foi o seguinte:

Júlio Ruivo- PP 36, votos (12%)

Júlio Prates- PT, 185 votos (64%)

Sandro Palma- PTB, 10 votos (3%)

Vulmar Leite- PSDB, 58 votos (20%)

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

ISONOMIA


Carta ao doutor Vulmar

Como estou notando os espaços "isonômicos" que outros estão oferecendo, quero oferecê-los também, desde que a candidatura seja merecedora, e, claro, desde que eu receba o material, a exemplo dos outros candidatos.
Por isso, observo que se a distribuição igualitária da verba pública em seu governo for igual à distribuição do material de campanha, está fadada a ser pior do que a atual.
É lamentável que mais uma vez assumo a condição de pedinte de material de campanha, uma vez que vejo no jornal, cujo dono está de corpo e alma em sua candidatura, as fotos e textos que não me enviam. Diante de tudo isso, difícil seria dizer que vocês agem com imparcialidade. Ou de duas é uma: ou são parciais ou estão desorganizados.
Abraços.
João Lemes

DESENVOLVIMENTO

Olha eu aí, com meus amigos. E quero seguir nesta tranquilidade interiorana por muito tempo. Respeitem isso.


Palavra da moda

Após um belo encontro com os amigos em Santiago, rumei para Pelotas e Rio Grande e mais uma vez voltei com o pensamento às avessas quanto à questão DESENVOLVIMENTO. Nesta semana ainda ouvi o palavreado na rádio, proferido pelo professor Oilton, que numa saraivada de enrolação falou em desenvolvimento, que é o que Santiago precisa. Nem disse o que, nem como. Linguajar típico de quem não diz coisa com coisa e só fala o que está na moda.

Pois bem: Em Rio Grande e Pelotas há desenvolvimento. Indústrias a fuséu, o setor pesqueiro a mil, o Superporto de Rio Grande não pára de exportar e receber mercadorias em gigantescos barcos, e por aí vai... Tudo ótimo!

Depois de percorrer o centro, o porto, me toquei para os bairros. E pasmem! Ruas inteiras chafurdando na lama, sem o mínimo de saneamento. Noutros cantos se vê casas em lugares irregulares, área de preservação, em terrenos públicos. Existe até a vila dos piratas, ocupadas só por piratas mesmos, especialistas em roubar navios. Neste local, nem a polícia entra.

Em suma, o belo desenvolvimento pode trazer indústrias (se é que alguém vai conseguir alguma), vai gerar o progresso, aquecer a economia e trazer em seu bojo dezenas de pestes, tais como: bolsão de miséria, desestrutura, marginais e tudo o mais que uma cidade desenvolvida tem.

Diante de tudo isso, reflitamos: o desenvolvimento que queremos para Santiago é esse? Ou seria melhor investir nas pessoas, melhorar as empresas locais, a educação e crescer com cabeça no futuro e os pé bem no chão? Ousar, crescer é preciso, só não vamos dar um passo maior que a perna para que não nos arrependamos mais tarde. Pensem nisso, senhores governantes e futuros.

sábado, 16 de agosto de 2008


O vento, os burros...

O dia amanheceu com uma ventania horrível e eu, como não gosto de vento, amanheci meio azedo, emburrado de fato. Talvez seja devido às alegrias que tive ontem à noite lá No Mena Barreto com a Rosane Vontobel e seus amigos, com a boa música do Júlio Saldanha nos acompanhando. Mas acho que não é isso, pois eu nem bebi (mais que uma caixa de long neck Bavária Premium que comprei no novo mercado perto de casa, o Zamperetti). Claro, minha indisposição é fruto do vento. E explico: como a minha nova morada fica no alto do bairro Zamperetti, com poucas casas ao redor, o vento faz a festa, inclusive com direito à música. Não é bem música. É aquele zunido proveniente do encontro dele com as quinas da casa. A contragosto, me levanto e dou de mão na cuia, sem querer falar muito com ninguém. De cara, uma ligação da Sandra me informa das últimas, mas nada é merecedor de preocupação.

... as cadelas e os...

Almoço e passo a ler os jornais, o livro do Oracy (aliás, um dos melhores dele). Entre um mate e outro, me irrito com as minhas cadelas. São três. Duas malteses e uma boxer. Cada qual, com seus pormenores, justo porque também devem ser leoninas e, assim como eu, detestam o agosto em face da ventania. Se ficam atadas, gritam para se soltar, se as solto, quem grita são os cachorros da vizinhança que vêm para o meu portão retoçar a pequenininha (Mel) que está no cio. Tem um "pudolzinho" que fica fazendo um som estanho, algo entre o choro, o uivo e o latido. Tudo porque ele quer entrar no pátio e namorar a Mel.

...políticos

E o vento segue com seu alarido. Agora são a portas que à toda hora abrem e fecham.. Não há o que eu segure esse vento. Até parece político com sede de poder. Não há quem aguente. Por falar em políticos, alguma coisa atingiu a oposição em Santiago. Estão num azedume que não dá pra aguentar. Teria sido o vento? Não sei. Apenas digo que vou deixar os ventos de Santiago e soltar o meu burro lá pras bandas de Rio Grande. Só volto carregado de tainhas gordas e camarão. Quanto à oposição, esta terá bastante tempo para soltar seus burros, amansar os loucos e aprender a aceitar a verdade, uma das lições básicas de quem quer vencer, pois "o pior cego é aquele que não quer enxergar"

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Estamos de volta


Olá, pessoal. Estive ausente por andar ocupadíssimo com tanta correria e mais os preparativos para Os Melhores do Ano. E não esqueçam, sexta tem pesquisa eleitoral no Expresso.

Hoje houve reunião com apenas dois dos 4 candidatos a prefeito de Santiago, a convite do sindicato dos municipários. O evento foi na Câmara, sem aviso à imprensa.

Os candidatos que não foram convidados não gostaram, mas creio que a atitude é legal. A lei veda a participação capenga (só com parte dos candidatos) no caso das rádios, não proíbe que entidades convidem quem quer que seja. Já o aspecto "Câmara", poderia até resultar em algum problema, já que é pública, ma nada de grande monta, creio. Questionei a nossa dedicada promotora Fabiane Ciocari (foto acima) e vejam sua resposta, a meu ver, corretíssima.

Boa noite,
senhor João Lemes
"Olha, me foi comunicado pelo candidato do PT essa questão. Daí pedi pro Secretário de Diligências da Promotoria ir no local (Câmara) para certificar o que estava acontecendo. Falei com Poa e me orientaram que não haveria irregularidade em uma entidade privada (sindicato) convidar para reuniões (o que parece ter sido o caso) quem eles queiram.
O que estou pesquisando é a que título essa reunião teria ocorrido na Câmara de Vereadores. Já estou mandando ofício tanto para o Sindicato quanto para a Câmara indagando sobre isso. Com essas respostas vou ver qual o caminho a tomar. Um pouco antes das 16 horas também liguei para o Juiz Eleitoral para comunicar o ocorrido.
Em relação a convidar metade dos candidatos, a princípio, apesar de não achar muito educado, não estou encontrando um caminho legal para me insurgir, já que a paridade se refere a propaganda eleitoral em rádio e televisão e nenhum desses veículos lá estavam, segundo certificou o Secretário de Diligências.
Quando liguei para o Sindicato para iniciar a investigação sobre a ocorrência ou não do evento noticiado a mim por telefone, disseram-me que convidaram para as reuniões (ocorridas em separado, ou seja, nem se tratava de debate) candidatos que haviam visitado o sindicato. Ou seja, parece que só me resta analisar a questão do local onde as reuniões ocorreram, e para tomar alguma providência preciso das respostas aos ofícios enviados ao Sindicato dos Professores bem como à Câmara de Vereadores.
Importante ressaltar também que, mesmo se houvesse a certeza da ocorrência de ilícito eleitoral, não é dado ao Ministério Público o poder de polícia (arrancar cartazes, impedir eventos..) Evitar o evento só seria possível com ordem judicial, por isso uma das primeiras atitudes foi o contato com o Magistrado."
Bom, por enquanto foi o que pudemos fazer na Promotoria desde as 16h de hoje..
Um abraço,
Fabiane

domingo, 10 de agosto de 2008

Sexta-feira da paz


Meu final de semana não poderia ser melhor. Já na sexta à noite e encontrei com amigos, como mostra a foto onde apareço com a Suzana e a comunicadora Vera Costa (Rádio Uri). Estávamos lá na casa do meu amigo Menabarreto colocando o lazer em dia. No sábado fui a Jaguari protocolar uma pesquisa eleitoral que o Expresso vai divulgar na sexta e, na volta, cruzei no Pesqueiro Chapadão para dar um abraço nos amigos Juarez e Inízio Gavioli, leitores fiéis do jornal e, no caso do seu Inízio, do meu livro também. Ele inclusive me informou que está relendo tudo. Sinal de que gostou da escrita e das minhas histórias.

Domingo dos Pais
Hoje, domingo dos pais, almocei com meu sogro Mário Siqueira e o meu tio Valdomiro, o famoso do livro, aquele mesmo que me criou até os 14 anos, quando decidi fugir de casa. Antes do almoço, porém, ouvi o debate dos nossos candidatos a prefeito e confesso que gostei do Vulmar e do Júlio Ruivo, embora o Prates tenha dado umas boas alfinetadas também. No geral, o nível foi muito bom, se tirarmos as promessas do Palma de que vai trazer indústrias e tabém vincular a secretaria de Saúde junto ao gabinete do prefeito.

Nesta segunda o dia será corrido. Matérias a "fuséu" em meio aos preparativos para os Melhores do Ano e tudo mais. Não esquecendo que na sexta teremos pesquisa eleitoral. Eu disse pesquisa, não enquetes que não espelham o mínimo da realidade e só servem para confundir o eleitor.

segunda-feira, 4 de agosto de 2008


Coronel Mendes
em missão de paz
O coronel Paulo Roberto Mendes, comandante geral da Brigada Militar esteve em Santiago nesta segunda em "missão de paz". Não, não se tratava de nenhuma invasão dos colonos sem-terra. Nem de alguma ameaça proveniente das bandas da Argentina. Ele veio pacificar os ânimos entre a Brigada Militar e o jornal Expresso, duas entidades que há tempos não vinham se entendendo. O enrosco iniciou com uma matéria de capa, seguida de uma severa crítica à Brigada, o que motivou outra ainda mais forte contra o capitão Flávio. O atrito seguiu-se com a chegada do coronel Antônio Valença, que nem chegou esquentar banco por esta plagas, e permaneceu com o atual comandante, major Chaves.
(na foto, o blogueiro e o coronel Mendes)

domingo, 3 de agosto de 2008


Fidalguia pampeana

A grande secretária de Cultura do Estado, a jornalista Mônica Leal também se fez presente, matando a saudade da sua querida Santiago, no encontro que aconteceu na Pecuária Gessinger (Unistalda), onde se notou um seleto grupo de convidados do anfitrião Ruy Gessinger e de sua esposa Maristela. O casal demonstrou toda a sua fidalguia para com seus convidados, em especial aos que Ruy chamou de ícones do governo Yeda: Mônica Leal e coronel Mendes. Em seguida, todos saboreamos um gostoso almoço com carne de cordeiro - prato fino produzido na região e ainda conheceram as belezas da cabanha e a produção de ovinos que conquistam prêmios na Expointer.
(Na foto: o prefeito Ribeiro, Unistalda, o coronel Mendes, Maristela e Ruy Gessinger).

sábado, 2 de agosto de 2008

Secretária Mônica:
Essa vem!

Quem estará em Santiago de fato nesta segunda-feira, será a secretária de Estado da Cultura, Mônica Leal. E sabem por que eu digo isso? Simples: ela vem especialmente para visitar o Expresso Ilustrado, justo porque trará uma outra autoridade do mesmo quilate seu para um encontro importante entre nossa direção e membros do governo. E tem mais: eu mesmo enviarei um representante do jornal a uma cidade próxima buscá-la para estar em Santiago já no domingo à noite, tendo em vista que a nossa reunião acontece na segunda-feira.

Yeda vem ou não vem?

Sempre que uma autoridade, tipo o governador (a) do Estado tem seu nome ventilado com possibilidade de vir a Santiago, todo mundo anuncia, berra aos quatro ventos e depois fazem papel de trouxa com uma notinha dizendo: falhoooooôôôô. São por estas e outras que eu só divulgo quando tenho a resposta oficial, não por disque-disque. O Expresso saiu sexta, fui comunicado pela direção do Hospital que a governadora viria, mas não publiquei nada, pois não tive a confirmação do Palácio Piratini. E digo mais, levando em conta anúncios anteriores, duvido que ela venha.