quinta-feira, 30 de abril de 2009

A política em Cipó

O prefeito Osvaldo Froner ficou feliz essa semana ao ser inocentado, em primeira instância, num processo de cassação. Mesmo que o processo vá seguir, Froner está tranquilo em seu mandato.

Por outro lado, Neuso Batista acaba de deixar o PDT cipoense junto de outros filiados. Após acabar o seu mandato como vice-prefeito, ele resolveu bater asas e diz que ainda não pretende se filiar em outras siglas.

VACINAÇÃO - Por força da insistência das mulheres lá de casa, acabei me vacinando contra a febre amarela. Isso foi graças ao Chico, aquele inofensivo bugiozinho que morreu em São Francisco.

As boas do Expresso


Edição supimpa!

Já estamos no final dos trabalhos aqui na redação e logo, logo, o Expresso estará nas ruas com uma edição fantástica, coloridérrima cheia de novidades. Os colunistas estão a mil e o recheio do jornal são as matérias sobre: “As duas faces de um crime em Jaguari”; “Febre amarela confirmada na região”, “Expresso ouve uma das raras sobreviventes da febre amarela”, “tarado da cenoura é louco”, “Prates volta com tudo com seu blogue” e mais um montão, mas um montão mesmo de fotos, charges, ilustrações, brincadeiras... 

Gostinho de quero mais

Só para favorecer os leitores deste blogue, lanço, de ante mão, a charge do Ed Joaquim, meu amigo paulista que vem se revelando a cada dia em mais um talento aqui do Expresso. Só pergunto se alguém seria capaz de identificar cada figura desta charge. Os primeiros e-mails confirmando quem são todos eles, ganha meu livro. (Se é que alguém ainda queira lê-lo, eh,eh,eh). Agora, me deixem encerrar o jornal, por favor. Talvez eu volte no fim da tarde. Fuuuuuiiii.

Obs.: a charge é uma ideia conjunta, minha e do colega Márcio Brasil, que resolveu prestar uma homenagem ao amigo Júlio Prates, o grande blogueiro de nossa terra.

Resultado do Enem 
abaixo do esperado

Das 26 mil escolas que foram avaliadas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 74% obtiveram nota abaixo da média nacional, que foi de 50,52 pontos. Em Santiago, o Apolinário Porto Alegre, nota 58,69, continua em 1º lugar entre as estaduais. 

O Enem é requisito para quem busca uma vaga no ProUni e a cada ano aumenta a concorrência. As demais escolas de Santiago ficaram com a seguinte classificação: Monsenhor Assis - 51,03; Cristóvão Pereira - 52,01; Thomás Fortes - 54,94; Isaías, 47,92. Nas particulares, a URI ficou em 22º lugar no Estado, com 66,83. Já o Medianeira teve média 54,83.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Mais quatro 
são cassados

Aviso aos prefeitos com o rabicho preso na Justiça que não durmam de toca e nem digam que a cigana enganou. Vejam os exemplos de arrepiar o fio do lombo pelo Estado inteiro.

NOVA PALMA - A Justiça cassou o prefeito, vice e dois vereadores de Nova Palma. Eles são acusados de uso da máquina pública, bem como suposta compra de votos com dinheiro, promessa de empregos etc.

Nova eleição

Para o juiz de Nova Palma, os fatos foram comprovados por testemunhas e documentos. No caso dos exames, a prefeitura deveria custear 50% do valor, entretanto, no período eleitoral, teria pago tudo. Na semana passada, outras cidades gaúchas, Presidente Lucena e Barros Cassal, tiveram novas eleições, pois seus eleitos também foram cassados

Educação vergonhosa

Disse um leitor...

"Fiquei estupefato com os alunos gaúchos pelo péssimo desempenho deles. As notas baixas, com apenas 10,8% dos alunos com rendimento considerado adequado em Português e 20,7% em Matemática no 1° ano do Ensino Médio dão uma ideia de como estão sendo as aulas. Deve ser por isso que universidades públicas são praticamente reservadas a estudantes de escolas particulares. Agora entendo o motivo do Cpers atacar o governo, que queria implantar um sistema de metas de desempenho aos professores."

ATCHIMMMM !!!!

Aí, em primeira mão aos leitores deste blogue, o trabalho do meu amigo e colega Sidnei Garcia, um astro do lápis. O tema e roteiro são deste que vos fala

Quem tem medo da gripe?

O mundo não fala noutra coisa que não seja ligada à gripe do porco, que já matou mais de 100 no México.  Como todos temos medo da morte, é impossível ignorar o assunto. O Expresso recebeu um artigo do Dr. Raul Emrich Melo, autor do livro História e Alergia (Via Lettera), palestrante, Doutor Medicina, especialista em Alergia-Imunologia e pesquisador da UNIFESP.  Vejam um trecho.

“Nunca tivemos uma pandemia respiratória, de proporções semelhantes à da gripe de 1918, depois do surgimento da vacina da gripe e dos antivirais. Portanto, muitas especulações são possíveis, desde a mais alarmante (“vírus sem controle, com muitas mortes”) até as mais otimistas (“temos vacinas e medicações que antes não existiam”). Na realidade, este é um cenário desconhecido, totalmente novo. Só o tempo dirá se as precauções foram exageradas ou se estávamos despreparados.”

“O importante nesse quadro alarmista é que o Brasil tem condições de combater de forma eficaz essa epidemia. Drogas antivirais estão estocadas e temos o potencial de lidar de forma positiva com esta situação. A forma como o Brasil lidou com a epidemia de AIDS, além das campanhas de vacinação, são exemplos de que o nosso país tem condições reais de diminuir o impacto de uma infecção preocupante.”

O Expresso vai à escola



Hoje pela manhã o Márcio e eu fomos na Escola Boa Vista conversar com a direção e alunos. Mostramos um pouco do que é o nosso Expresso, abordando a parte da escrita e leitura. Como de costume, falei das minha jornada pela vida, como foi que cheguei a Santiago e, de quebra, deixei alguns livros para que fossem sorteados entre as turmas.

De ante mão agradeço à professora Meiry Fialho pelo convite, pelo carinho de todos e esperamos que tenham gostado da nossa prosa, da sessão "humor" com as minhas singelas imitações do presidente Lula, do Mulita e do Paulinho Mixaria.

Aliás, ninguém sabe, mas o Mulita é meu parente. Saibam todos agora que aquele peste também é Lemes. Assim eu descobri por que esse nanico incomoda a tantos eh,eh,eh.

Toque de recolher

       São Paulo adotou o toque de recolher para menores de idade. O juiz corajoso foi elogiado. Sua medida foi aceita por 70% dos habitantes. Trata-se de uma determinação necessária para conter a criminalidade, cortando o mal pela raiz.

Em Santiago...

     Já em Santiago, são alguns pais que dormem de toca. Imaginam que o seus filhos podem sair e beber à vontade que nada de mal vai lhes acontecer. Esquecem, portanto, que ninguém usa droga pesada da noite par o dia. Tudo começa com um traguinho e ninguém está imune.

Falta de limites

     Vejam o exemplo da mãe porto-alegrense que precisou matar o filho para encerrar sua areia de incômodos. Ela declarou que mimou demais o seu único filho, muitas vezes indo contra o pai que era enérgico. "Tudo começou com uma maconhazinha na escola e acabou sendo engolido pela drogas", disse ela.

A propósito:

    Se você pegar uma gripezinha qualquer vai entrar em pânico pensando se tratar da gripe suína?

Quem nos protege?

O leitor João Gomes Dornelles Vieira rebateu críticas aos policiais, publicada no Expresso dia desses.  
“Enquanto os bandidos nos assaltam, roubam e matam, as pessoas de bem em nossa cidade, os que deveriam nos proteger dessas iniquidades estão preocupados com os carros, inclusive multando comerciantes que pagam seus impostos em dia, que saem de suas bem cedo para dar empregos a várias famílias. Estes, sim, estão sendo alvo da Brigada Militar. Enquanto isso, os assaltantes e assassinos agem tranquilamente.”

terça-feira, 28 de abril de 2009

Leitor atento


Olhem aí o leitor atento da semana. O caboclo velho tá ligado nas notícias e pelo jeito, trata-se do seu Nezito Reis, lá de Capão do Cipó.

Comentários:


Miguel Bianchini - nosso presidente da Câmara de Santiago adorou a nossa charge da semana passada, dizendo que a "uniformização" da equipe foi um pedido dos servidores e que ele agiu de modo democrático.  

Primeiras da terça


No mundo todo só se falava em Obama, agora mudou um pouco; o tema passou a ser a gripe suína. O interessante é que existe maior preocupação em dizer que a carne não transmite o vírus do que alertar contra a doença propriamente dita.

Enquanto isso, no Brasil, o assunto da vez é o câncer da ministra Dilma, quem vai ser candidato no seu lugar, caso ela morra antes etc. Outro assunto muito badalado é sobre futebol: Ronaldo, claro, que voltou a brilhar.

Aqui na aldeia se fala muito em achar um presidente que queira tocar a ExpoSantiago. Se demorar muito, ele vai ter que fazer umas aulinhas com a Marta Finamor sobre o que é feira, agronegócio etc. Não que eles vão achar um presidente pouco informado, é que a Marta sabe muito.

E para completar minha primeira intervenção do dia, lembrei que em seguida a Rádio Santiago vai abordar um tema que mexe no bolso. Vai ouvir integrantes da Banda Bonde do Forró.

Esses artistas estavam para vir a Santiago ainda no ano passado. Segundo a informação, a banda havia cancelado o show há 20 dias, mas o dito empresário, promotor da festa, seguiu vendendo ingresso antecipado e até hoje não devolveu um pila pra ninguém.

Outro assunto curioso é que um colega de serviço resolveu pegar o outro à força para fazer uso de uma cenoura. O rapaz que não é bobo nem nada, resistiu e foi agredido a soco. Teve lesões e um lado do corpo paralisado, só lhes restando ficar hospitalizado. 

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Gripe suína


Eis o trabalho magnífico do nosso colaborador de São Paulo, o meu querido amigo Ed Jaoquim, de Santos. Pelo jeito, este assunto será o filé dos chargistas em todo o Brasil durante a semana.


As feiras e os shows

No ano passado os cantores Bruno e Marrone faturaram R$ 220 mil em cima dos santiaguenses (incluindo a estrutura do show). A dupla agradou ao público, mas levou embora o lucro somado de muitas empresas. E nada a ver com a direção da última feira. Ela tentou agradar aos pedidos da maioria, e até agradou, só que depois tive que suar para cobrir tamanho rombo. O talagaço foi tanto, que para este ano, não se tem notícia de algum show de grande porte. (Pelo menos até agora). E mesmo a sequência do próprio evento segue indefinida, sem presidente e até sem as tradicionais soberanas. 

Público gosta e gasta

Só para mostrar que essas atrações é uma tolice do ponto de vista econômico, lembramos que no ano passado, a cidade de Itaara trouxe o cantor Leonardo, sendo que a venda de ingressos não cobriu metade dos custos, que foram arcados pela Prefeitura. Na Fenamilho, em Santo Ângelo, houve show com Victor e Léo, Zé Ramalho e outras grandes atrações. Claro, a cidade é uma metrópole se comparada a Santiago. Mas outubro, a pobretona São Luiz Gonzaga vai receber o cantor Daniel durante a sua feira. O público gosta e gasta para ver os artistas. As pessoas organizam excursões e lotam esse tipo de evento, investindo neles o dinheiro que poderia ficar no comércio local e regional.

Dinheiro de balde

É que se criou uma tradição de que uma grande feira, precisa ter um grande show. E aí, dê-lhe artistas caros. No final das contas, existe todo um custo logístico que poderia ser revertido para a própria feira, mas que fica comprometido com o show, ao invés de privilegiar e incentivar o consumir, razão de existir qualquer feira comercial. Do jeito que são promovidas, se tornam grandes quermesses. E que venha a ExpoSantiago. E que venha Bruno e Marrone e outros grandes nomes, como Victor e Léo, que eu inclusive adoro. Só que, daí, ao invés dos empresários, quem leva o dinheiro de balde são eles.

Segunda de calmaria


O final de semana foi calmo em Santiago, apenas com umas 4 ou cinco ocorrências de vulto, exceto as brigas entre marido e mulher.  A segunda inicia igualmente tranquila. Estamos por aqui, juntando os fatos regionais para a edição da sexta, Dia do Trabalho. 


O PT se articula com Pimenta, Valdeci e Fabiano (foto acima). A ideia é formar uma sede regional, Vale do Jaguari,  para que os petistas de Santiago não dependam tanto de Santa Maria. Também querem promover cursos de formação política.  Em outras palavras, elogiaram, como não poderia ser diferente, o nosso presidente Lula. Medidas como redução de IPI, construção de casa etc., foram os destaques. Entre os visitantes ainda havia a presença ilustre do vice-prefeito de Jaguari, o professor Milton Bolzan.

Em tempo - Ainda há pouco recebi um e-mail sobre as brigas em Jaguari e que uns cinco ou seis teriam batido num senhor de 60 anos,  bem antes dos episódios mais fortes. Isso teria a ver com o caso Fava x Eleandro? Aguardemos, pois...

sábado, 25 de abril de 2009

Dá-lhes, soldado


Lendo o blogue do amigo Cassal Brum, soldado da Brigada, li o seguinte e dei-lhe toda a razão. 


"Hoje é Dia do Policial (ele se referia ao Dia de Tiradentes - terça passada -  que também é do policial). Enquanto no palácio os CCs do governo ganham medalhões de ouro, aqueles brigadianos que tomam tiro de vagabundo, defendem a sociedade desorganizada, que recebem telefonemas anônimos ameaçando-lhes ganham o quê? 

Talvez um dia diante do caos da insegurança sejam lembrados. A paz que temos pouco se dá o valor, vez ou outra, isso raramente, somos lembrados por aqueles que foram socorridos pelos bombeiros ou pelo policial que faz um parto às pressas. 

Não pedimos grande coisa, nada que seja impossível, apenas que nos tratem com dignidade. Enquanto um PM, por não ter dinheiro para pagar passagens de um ônibus, vai para a estrada pedir carona, para ver sua família, arriscando sua vida, nos céus do Rio Grande os deputados e familiares passam de avião ostentando poder, sem notar que aqui em baixo vive um povo, que se possível for, lhe defende com a própria vida."

Sorria meu bem!

Tropa de Elite

Não me aguento. Apesar do Expresso ser lido bombasticamente na região, quero dividir com os de fora as obras de arte com gostinho de pimenta. Por exemplo, a nossa tropa de elite. Não, não é aquela famosa da rodoviária, em véspera de eleição municipal, é uma atualíssima. 


Haroldo

Esta outra é uma homenagem ao meu compadre Itacir Flores que vivia ajudando o vereador e ex-candidato  deputado Haroldo de Souza. O narrador esportivo e político porto-alegrense, que por sinal é meu amigo também (espero que não veja as gozações que fizemos com ele) foi pego num bingo e acabou preso. Mas cá pra nós, isso não é motivo para prisão. Quem não gosta de uma jogatinazinha, vez por outra? Menos mal que pudemos aproveitar a bela cena. Bom proveito e não esqueçam, leiam o balãozinho pensando na voz rouca do Itacir...

As últimas de sábado

Sábado tranquilo na Terra dos Poetas. Sim, para mim, pelo menos, foi de paz, já que acordei ao meio-dia. Fui fazer exercícios na academia na noite de ontem e, após o jantar, tomei uma taça de vinho. Pronto, apodreci dormindo. Estou novinho para mais uma semana de trabalho. 

Sou mesmo dorminhoco, preciso de, no mínimo, umas 7  ou 8 horas de sono. Até dizem que sou um taura no trabalho, mas se não dormir e nem comer na hora certa, cada hora que passo acordado é uma tortura. 

Pimenta

Recebi um comentário do amigo Celso Barp sobre o Pimenta. Vejam: "João Lemes: Erraste o cargo mas acertaste na influência que o deputado detém junto ao governo federal (maior que alguns ministros)." Tá bem... obrigado Celso. 

Mas falando em comida, digo, em temperos, o Pimenta veio trazer novidades à região, justo aquelas que o governo federal já havia anunciado, que é o recapeamento da nossa 287, trecho de Santa Maria até (quase) à Argentina. A Dilma também já havia anunciado tal obra em visita aonosso pago. Mas anúncio se tem de balde quando o serviço vai de fato sair, mas nos alegremos com a obra. Deixemos os faladores de lado. Estão no papel deles.

Diniz doente

Na tarde de quinta-feira soube que o vereador Diniz Cogo (foto acima),  ilustre presidente do Corede, foi à serra gaúcha e passou mal, com fortes dores de cabeça. Foi preciso o filho Felipe ir às pressas da capital até Bento e levá-lo para lá. Somente na sexta pudemos falar com a esposa dele, a advogada Eloí Martins, aí soubemos que o problema é na garganta. Diniz foi contaminado por uma bactéria bem danadinha e que exige muitos cuidados. 


O assunto é o Paraguai


O Senna é um dos colaboradores do Expresso que mora em São Paulo - Osvaldo Cruz. Criativo este rapaz, não acham?

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Feira de terneiros e o olho clínico


O meu amigo Ruy Gessinger é extremamente organizado em tudo, também pudera, um cara que foi juiz de Direito por vários anos, não chegaria a este patamar à toa. 

Pois bem, por ser de fato tão organizado, é que ele vê falha em muitas coisas. Vê acertos, claro, mas não ignora as falhas, sempre na tentativa de que doravante acertem. Sobre a feira de terneiros, vejam o que ele comentou em seu blogue. Depois de dizer que estava muito boa nesse e naquele aspecto, de destacar os prêmios da sua cabanha, lascou esta crítica aí abaixo:

Feira de Terneiros: 

"A Feira de Santiago mostrou a bravura dos produtores locais. Que gente guapa e corajosa, principalmente da simpática Unistalda e os parceiros de Santiago!! De registro a presença de uma jovem fazendeira de Jóia, sra. Mascarenhas, que trouxe belíssimos animais.

Ausências:

"A maior parte da imprensa escrita e a totalidade das rádios da região... Como se explica isso? Acho que não há que procurar culpados. Todos temos que sentar e ver o que ocorreu. Como é que num evento desse porte não está nenhuma rádio transmitindo? Falta de convite? falta de acerto? falta do que? Não vamos nos acusar, mas temos que nos acertar!

A seca está medonha, mas a qualidade do gado de Unistalda e Santiago é imbatível no Brasil. Me perdoem a modéstia, mas a Pecuária Gessinger foi a maior vendedora, com 207 animais, e mereceu os seguintes prêmios:

 Maior vendedor; lote mais pesado de fêmeas;  melhor lote de machos cruzamento industrial e o mais interessante: só um comprador nos arrematou, de uma só vez, 81 animais. Dedico esse sucesso a minha família, que compreende meus funcionários e famílias, meus vizinhos e todos os meus amigos os quais venero e amo, porque me conduziram até aqui."

Tritícola magnífica




Magnífica! Assim podemos chamar a reinauguração do supermercado da Tritícola, hoje pela manhã em Santiago. Na linnha de frente, o presidente Evaristo Ribas e o diretor Rúderson Mesquita e demais membros da diretoria. Se vê, pelos discursos, pela organização, pelas emoções, que a cooperativa recomeça com o pé direito. Digo isso sem medo de errar, pois quero que todos dêem seu voto de confiança ao Rúderson e  sua equipe, pois o homem já mostrou força neste primeiro ato. Se depender do Expresso, estaremos juntos lutando por um bem que é de todos nós. 

Errei...

Pimenta não é ministro


Não sei onde andava com a cabeça ao promover o deputado Paulo Pimenta a ministro. Infelizmente no jornalismo é assim, a mente, vez por outra, (mente) nos trai e, mesmo sabendo que uma coisa está errada, acabamos escrevendo. Pensava na Dilma e acabei errando no cargo do Pimenta. Peço escusas aos leitores, mais ainda aos de Jaguari, pois o texto saiu na coluna do jornal Jaguar. Obrigado ao leitor que me corrigiu.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Jaguari em ação:


Água na caipirinha

Uma notícia ruim para Jaguari e região é que o Ministério da Agricultura deixou a todos nós fora do zoneamento agrícola do cultivo de cana-de-açúcar. Trata-se de um balde d'água no ex-prefeito Patias que tanto almejou destacar a produção deste produto, e no próprio João Mário, prefeito atual que tinha diversos planos nessa área. São 185 municípios cadastrados, e que irão receber incentivos para produzirem cana. Jaguari, tá fora.

Pimenta na nossa sopa

A notícia boa é que João Mário não dormiu nas palhas e foi ter com o deputado Paulo Pimenta, que por sua vez, quer audiência entre ele, João Mário e a ministra Dilma Roussef para reavaliar a questão, pois Jaguari tem 100 anos de tradição em plantio de cana e na produção de cachaça, conforme argumentou o prefeito.  

Covardes, graças a Deus

E para encerrar a conversa com Jaguari, volto a falar da covardia de alguns  ditos cidadãos de bem, que de posse de facões ou revólveres, armas covardes, saem por aí agredindo e atirando nas pessoas. Isso tem que acabar, sob pena de estarmos banalizando a violência. Oportuno dizer, ainda, que a punição por esses crimes passa pela maior instância, o tribunal do povo. Com a palavra, o Poder Judiciário.

Reinauguração

Administradores visitaram o supermercado e cumprimentaram clientes acompanhados da direção do Expresso Ilustrado.

Tritícola de Cara Nova
Supermercados e posto de combustíveis reinauguram nesta sexta - 10 horas

Está tudo pronto para a reinauguração dos supermercados da Tritícola. A nova direção reorganizou desde os estoques até a fachada da empresa. Uma das novidade é na padaria, que terá espaço para o cliente fazer lanches enquanto faz as compras. “Nosso lema é Tritícola de Cara Nova” e aqui faço um pedido à comunidade que sempre nos atendeu tão bem: precisamos do apoio de todos par reerguer a cooperativa, pois ela representa muito para toda a região. Vamos começar por esse mercado, que já foi e seguirá sendo um dos melhores da região, tanto em preço como em qualidade”, frisa o diretor Rúderson Mesquita.

HORÁRIO - O evento está marcado para às 10 horas desta sexta, no mercado da matriz, quando também será reinaugurado o posto de Combustíveis da cooperativa.

Visita à Tritícola


Ontem à tarde fui fazer uma visita à Tritícola. Ver como o amigo Rúderson organizava a reinauguração do supermercado e do posto de combustíveis da cooperativa. Chegando lá também encontrei o advogado Rodrigo Vontobel em meio a uma pilha de processos, tudo para ver se arrecada mais alguns punhados de reais para ajudar a levantar a entidade.


Vistamos o supermercado. Gente trabalhando, atenta ao movimento e querendo agradar à clientela. Mercadorias à vontade, bem sortida mesmo. E as novidades começam a surgir ainda mais a partir de sexta, com a reinauguração. Certamente o Expresso estará junto nessa empreitada para mostrar que Santiago e seus administradores podem mais, quando pensam  grande e  trabalham sério. 

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Jaguari da covardia


Ex-vereador quase 
mata empresário

Jaguari parece ter virado palco da covardia. Desta vez, a obra de arte contra a vida humana foi praticada por um político metido a valentão, ex-vereador, ex-presidente da Câmara e atual presidente do PP. E tem valente até no nome: chama-se Norberto Fava Valente (59 anos).  

Na última terça ele foi até o seu concorrente (um distribuidor de gás de cozinha) e discutiu com o rapaz (Eleandro Dalosto 33 anos). Segundo testemunhas, tentou bater nele com um facão, não conseguindo, pois parece que perdeu o facão na briga, voltou a sua casa e pegou um revólver e deu três tiros em Eleandro. Graças que acertou só um na barriga, perfurando a bexiga. Eleandro foi hospitalizado em Santa Maria mas já está fora de perigo. 

Testemunhas ainda disseram que a mãe do rapaz teria se metido na frente dizendo: “não atire no meu filho.” Mesmo assim, Valente atirou três vezes. E a dita arma que para muitos ignorante serve para matar bandido, vira arma na mão de pseudos-cidadãos de bem, que acabam quase virando bandido da noite para o dia. Eleandro poderia estar morto e Norberto Valente, preso por crime premeditado, menos mal que nada disso ocorreu. Mas Jaguari fica mais uma vez com a imagem manchada por seus habitantes metidos a valentões. Até quando?

Afinal, foram ou não fórum?


Fórum pra 40 mil?

Na rádio, os organizadores do Fórum Municipal Pró-Desenvolvimento divulgaram um público de mais de 4 mil pessoas. Já na Câmara, a vereadora Mara Rebelo elogiou o fórum e disse que reuniu duas mil pessoas. E fica a dúvida: foram 4 ou foram 2 mil pessoas? Será que a Mara contou as patas e dividiu por dois ou os organizadores é que somaram? 


Palestra na escola

Agradeço à direção e professores da Escola Municipal Aurora Lubnon, em especial à diretora Isabel e à professora Rosane pelos belos instantes que o colega Márcio Brasil e passamos com seus alunos. Falar do jornal Expresso Ilustrado, dos nossos livros, é falar de nossas vidas. Esperamos que os propósitos da visita tenham sido atingidos plenamente.

terça-feira, 21 de abril de 2009

De amores com a Mônica

Santiago há horas conquistou mais uma grande personalidade política. É a nossa amada e querida secretária de Cultura Mônica Leal. Quando ela chega em Santiago todos querem uma lasquinha do seu amor. Na foto em tela, Mônica confraterniza com algumas amigas, dentre as quais, a Suzana Lemes, a Maristela Gessinger mais o seu Gibelino e sua nora. E aqui vai uma frase dela para consagrá-la como embaixatriz santiaguense na capital. 

“Quando assumi, avisei à governadora que não queria ficar só em Porto Alegre, mas conhecer de perto a cultura e as dificuldades dos municípios do Estado e procurar ajudar.”

São Francisco:

Os pingos nos 'is' 

Alguns membros da oposição ao prefeito Ernani se encarnaram no secretário de Obras José Cleonir Malavolta, o popular Pingo. Estão fazendo o maior carnaval com seu nome, com críticas infundadas ao seu trabalho, apenas pelo gostinho de criticar. Mas alto lá, senhores: este jornal publicou matéria quando o então prefeito Ademar Frescura assumiu e colocou José Cleonir nas obras. Mesmo com as máquinas sucateadas e com poucos recursos, o rapaz conseguiu deixar as estradas tinindo de boas. E segue trabalhando com o mesmo afinco. Também sabemos que, além de dedicação, ele tem crédito e palavra. Tais valores atiçam a más línguas, mas alertamos ao secretário que se ele fosse uma árvore sem frutos, ninguém lhe atiraria pedra. 

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Visita ilustre

Estamos encerrando os trabalhos aqui no Expresso, num final de tarde proveitoso, justo pela presença do prefeito de Jaguari, o João Mário Cristofari. Aproveitamos o momento para tirar dúvidas sobre o governo, enfim, saber como anda a máquina pública jaguariense. 


Tenho muitos assuntos pra contar em nosso jornal desta sexta-feira, um deles é que Jaguari luta para reverter a decisão do governo federal que tirou Jaguari do chamado zoneamento de cana-de-açúcar.  Mas de resto, tudo se encaminha bem após esses 110 dias de governo. Agradecemos ao prefeito, prometendo auxiliar no que for preciso pelo bem de toda a cidade onde mantemos um expressivo número de leitores.

Farra dos feriados


Nem bem acabou um domingo, um final de semana, já estamos pensando no feriado. A partir das 14 horas de hoje o ritmo começou a diminuir na cidade. Lojas fechando mais cedo, algumas empresas públicas idem... E as prefeituras, parece que só a de Santiago funcionou. Palmas pro Ruivo mais uma vez.


Esses benditos feriados só servem para atravancar o progresso, fazendo as crianças estudarem menos etc. Na URI, por exemplo, nada de aulas, assim como nas escolas. Tá pra nascer um político que realmente pense no Brasil e não só no voto - me refiro ao voto do funcionalismo -, para acabar com essa farra. 

Nós, do Expresso, felizmente temos outra tática, a de trocar feriado por outro dia qualquer, desde que não seja em véspera de fechamento de edição. Os leitores, alguns mesmo de folga, agradecem!

Saudações coloradas

Invicto, invicto, invicto!


O Internacional conseguiu o caneco gaúcho sem perder uma partida. No domingo, aterrorizou o caxias com 8x0 na cola dele, sete gols só no primeiro tempo. Baseado no placar inicial, a segunda etapa ficou a desejar, pois ficamos mal acostumados a ver gols no início que a segunda parte até ficou monótona. Uma façanha que o Colorado fez para encher de orgulho os nossos vermelhos corações. Capeão Gaúcho 2008,  da Libertadores, do mundo, da Sul-Americana, torneios internacionais (me ajudem! Tô perdendo as constas) e, agora, um campeonato Gaúcho espetacular! É a legítima máquina colorada em ação. (Na foto, os meus amigos cansados de festejar tantos gols).

sábado, 18 de abril de 2009

As boas de sábado

Sábado quente, nada de chuva... Apenas algumas pancadas previstas para domingo. Duvido que venham! A única chuva de domingo será do meu Colorado contra o Caxias. O amigo Menna diz que vai ser de 3 x 0 pra cima. Vamos pegar uma boa carne hoje à tarde para já entrarmos na concentração. 


Hoje fui almoçar com a família no Restaurante do Mário e lá encontrei o empresário Caio Sudatti, feliz da vida. Em ótimas condições. Que maravilha! Pra quem não lembra, Caio sofreu um acidente feio lá em Santa Cruz no ano passado e ficou malecho. Pra sorte de Santiago e da região, o homem escapou dessa. Caio é um empreendedor que não dá em toceira e um ser humano admirável. Fico feliz por ele, pela Gisele. Sucesso, amigos!

Após o almoço sentei-me num daqueles bancos ali na praça e fiquei a contemplar a Rua dos Poetas. Como diz o Ruy Gessinger, tá uma maravilha! Até as lojas entraram no sistema moderno, com fachadas elegantes, robustas... A região ganha com isso.

Falando em ganhar, Santiago e todas as cidades que trazem shows muito caros acabam perdendo. A nossa ExpoSantiago,  por exemplo, não deu lucro nenhum. Ah, alguém vai dizer que não era para dar lucro, mas e a grana que foi embora com o vento, digo, com o bruno e o Marrone?

A continuar assim neste ano, com uma gastança de dinheiro com os de fora, é melhor que não saia. Chega o festival que reúne um bando de artistas de fora para comer e beber à nossa custa. (E não é "às custas", no plural.  "custas", se refere a valores de processos judiciais: "custos".

Soube, por exemplo, que de Santiago partirá um ônibus lotado para Santo Ângelo para ver Victor e Léo e Zé Ramalho. Ótimo, viva a diversão e a cultura. Digo ótimo porque, dos males, o menor. Um ônibus com dinheiro levado pra fora é melhor que 220 mil de Santiago nas mãos dos empresários do Bruno e do Marrone. Este será tema para a próxima edição do Expresso. 

Claro que não iremos crucificar os dirigentes da feira. Ele fizeram todo o possível. Queriam agradar aos que tanto pediram um "show nacional". Seja feita a vossa vontade. Como diria meu tio, amarra-se o burro à vontade do dono. Mas e aí, será que foi o melhor caminho nesses tempos bicudos? Tchau!

Comentário do futebol

"CARO JOÃO LEMES,TE AGRADEÇO PELA TORCIDA DE UMA EQUIPE NO CENÁRIO ESPORTIVO DO RS E TENHO CERTEZA QUE NOSSA COMUNIDADE VAI GANHAR COM ESSE OBJETIVO,E TAMBÉM CONCORDO QUE A PREFEITURA NÃO DEVE BANCAR TUDO O QUE É PROPOSTO EM TERMOS DE DINHEIRO.


SOBRE TUDO TEMOS QUE CONVIR QUE UMA EQUIPE QUE SAI DO AMADOR COM TANTAS DIFICULDADES E PROCURA NA SUA CIDADE JUNTO AO PODER EXECUTIVO UM COMEÇO E UMA FORÇA PARA COMEÇAR UM TRABALHO AONDE TODOS NÓS SANTIAGUENSES MOSTRAREMOS PARA NOSSO ESTADO A FORÇA DO TRABALHO DESENVOLVIDO NA NOSSA COMUNIDADE. 

 FALO ISSO PORQUE O UNIÃO SE PROJETOU PELO APOIO QUE O PREFEITO CHICÃO OFERECEU NO PASSADO EU ACHO QUE É NESSE SENTIDO QUE FOMOS NA BUSCA DESSE APOIO. "

sexta-feira, 17 de abril de 2009

COISA DE LOUCO II


Sem pé, nem cabeça!

Vejam, senhores, essas fotos horrendas. Digo isso não por serem de ossos humanos, mas pelo fato de estarem revirados no cemitério e, parte deles, largados na rua Aparício Mariense. Ainda por cima, com um bilhete falando em loucura, sabedoria etc.  Louco deve ser esse bagaceira de algum bagaceira sem ter o que fazer.

 Perguntas não faltam, a mais comum: será que estavam "roubado" ossos do cemitério e resolveram abandoná-los na rua? Estavam levando para fazer magia negra? E o mais estranho: quando alguém foi levar de volta os ossos ao cemitério, um coveiro disse: "A família não quer que feche este túmulo".

O Expresso vai abordar esse tema na próxima edição, contando com o auxílio dos excelentes investigadores policiais da nossa Delegacia de Polícia. Queremos tudo em pratos limpos, apesar de ser uma "coisa meio sem pé, nem cabeça".


COISA DE LOUCO!

Esta reportagem saiu no outro jornal que eu dirijo para o Vale do Jaguari e demais municípios regionais (Jaguar Regional). Vale a pena ler, pois acredito ser um julgamento atípico, afinal, quantas vezes sabe-se de um pai que manda matar seu próprio filho? Boa leitura!

Manoel Viana:
 Acusado de mandar matar o
próprio filho pega 18 de cadeia


 José Antônio de Moura Dorneles, vulgo “Ganizé”, foi condenado a 18 anos de prisão. Ele mandou matar seu filho Renimar Pereira Dorneles. Alessandra Fonseca Dias, amante de Ganizé, foi condenada a 13 anos. Os dois vão aguardar a decisão do recurso em liberdade. Marlon Santos dos Santos, autor dos disparos, também pegou 13 anos, e foi reconduzido ao Presídio de Uruguiana, onde já cumpria pena.

O crime

No dia 14 de dezembro de 2004, por volta das 15h30, Marlon matou Renimar a tiros numa rua de Manoel Viana. A vítima ainda foi socorrida pela Brigada Militar, mas faleceu em Santa Maria. O autor era segurança da boate dos mandantes, José Antônio e sua companheira, Alessandra.

Motivo torpe

Os denunciados agiram para que não houvesse concorrência entre a Wiskeria Pradise, de José Antônio, e a boate Kristal, de Renimar. Os advogados de defesa foram: Miguel Garaialdi, de Manoel Viana, e Ayrton Lopes, de São Francisco. O promotor de acusação foi Luís Antônio Barbará Dias. Ele classificou Ganizé como um xerife, que mandava mais que o prefeito.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Tritícola de cara nova

Eis as boas notícias

Rúderson Mesquita, diretor da Tritícola (E) visitou a redação com um dos seus assessores, o advogado Rodrigo Vontobel. Depois de tantas notícias ruins sobre a nossa cooperativa, ambos trouxeram ótimas novidades, dentre as quais: cerca de 300 pequenos produtores já receberam seu dinheiro; outros tantos credores suspenderam seus processos contra a Tritícola, acreditando na nova diretora; no dia 24 haverá a reinauguração do supermercado, que agora faz parte da rede de compras Cotrijuí.

Visita Ilustre


Pra quem ainda não sabe, este é o recanto aqui do jornal onde recebemos nossos convidados, a exemplo da querida secretária de cultura do Estado, Mônica Leal. Ela veio prestigiar o debate no fórum pró-desenvolvimento e, no final da tarde, deu um pulo aqui na redação. 


À noitinha, nos reunimos de novo, dessa vez, na casa do nosso colaborador e amigo, o desembargador Ruy Gessinger. Após agradável conversa, parte da turma seguiu para um jantar no Piscina Tênis Clube enquanto que a Suzana, o Márcio e eu voltamos pro jornal. Trabalho demais, jantar e conversa com amigos de menos. Paciência. Mas agradeço pelo convite.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

CURIOSIDADE

Escrevendo errado

Não sou muito adepto de coisinhas da net, mas vez por outra recebo algo realmente interessante de algum amigo (pelo menos eu acho interessante) e aí, não me aguento. Tenho que partilhar com vocês, queridos leitores. Digo isso porque ninguém está livre de acavalar uma letra ou esquecer de outra. Como no texto abaixo, contudo, sem comprometer a compreensão, não é mesmo?

De aorcdo com uma peqsiusa
de uma uinrvesriddae ignlsea,
não ipomtra em qaul odrem as
Lteras de uma plravaa etãso,
a úncia csioa iprotmatne é que
a piremria e útmlia Lteras etejasm
no lgaur crteo. O rseto pdoe ser
uma bçguana ttaol, que vcoê
anida pdoe ler sem pobrlmea.
Itso é poqrue nós não lmeos
cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa
cmoo um tdoo.
Sohw de bloa.

O assunto é Futebol:

Diretoria do União com o jornalista Afonso Mota e Francisco Noveletto (centro) na Federação Gaúcha de Futebol.  Esforço reconhecido.


Dinheiro pro União

Não dá para entender o vereador Diniz Cogo (PMDB). No início do ano, sapateou com a Prefeitura reclamando do dinheiro gasto com a RBS TV para o Jornal do Almoço, divulgando os 125 anos do município. Agora, ele tomou as dores do União Futebol Clube que queria uns 50 mil da Prefeitura para disputar a Segundona do Gauchão e não levou. "São poucas as cidades que têm times na segunda divisão e a Prefeitura deveria apoiar, porque também vai divulgar o município", disse o vereador.

Ótima iniciativa

Particularmente, acho ótima a iniciativa do pessoal do União. Eu seria um torcedor número 01. Sempre defendi um time na segunda divisão, oxalá na primeira. Mas por que o vereador acha que poucas cidades têm times nessa categoria? Por falta de jogadores não é, logo, seria por falta de dinheiro? Acertou se disse a segunda resposta. 

Parada dura

E mais, outras cidades, de maior porte que a nossa têm times profissionais, mas não conseguem se manter devido ao arrocho, às disputas e ao dinheiro que precisam gastar. Acabam mesmo quebrando. Santiago seria diferente? Talvez, ninguém sabe. Soubemos do esforço do União e da qualidade do seu time, mas o dinheiro que será dado pela prefeitura é de todos e precisa de uma garantia do investimento. 

Outros planos

Hoje temos URI no Futsal Série Ouro, também não sou muito favorável (gosto mais do futebol de campo), mas já que está lá, que sigam. Outro exemplo é a Copa Santiago está sim que defendo muito. Depois, os projetos Bola pro Futuro e tantos outros. Não dá para abraçar tudo! Só queira que entendessem isso. Sigo na torcida pelo time, mas sem dinheiro público (não de Santiago) ainda mais em tempos e crise!

Fórum pró-desenvolvimento

Ex-prefeito de Gramado, Pedro Bertolucci.
Público no fórum

A iniciativa de organizar este fórum pró-desenvolvimento é mais do que louvável; é uma baita mão na roda. Discutir o que será feito na cidade, ver as necessidades, saber enfim, para onde iremos. Ruivo no comando, assessorado por alguns célebres secretários como Ademar Canterle, Sônia Uberti, Liberato Bochi e tantos outros, promete tirar bom proveito do encontro.

De cara sabe-se que o ex-prefeito de Gramado, Pedro Bortolucci, foi o dono da fala mais interessante. Esperemos o dia de amanhã, quando teremos a presença  de Mônica Leal, secretária da Cultura do Estado, e de outros renomados palestrantes.

Antes mesmo de acabar este fórum, sabe-se que o prefeito Ruivo já deve ter ideias para o próximo. É sempre assim. Em cada evento a gente sempre aprende um pouco para aplicar no seguinte. Eu, por exemplo, já adianto algo que notei: poucos aguentam ir a palestras diárias de dois turnos. Mesmo que o público seja renovado em cada uma delas, seria de bom alvitre sugerir que no próximo ano seja só num período.

Na atual conjuntura do corre-corre diário, é difícil manter o plenário lotado. As pessoas preferem pegar as coisas já decididas ou mastigadas e se informar na imprensa comodamente no sofá de casa. Até nas eleições, muitos votam porque são obrigados. Não deveria ser assim, mas é. 

terça-feira, 14 de abril de 2009

Enquete


O fórum deve ser transferido?

O site do Expresso perguntou sobre a transferência do fórum para um local mais afastado do centro de Santiago. A maioria aprova a iniciativa. Mas atenção: a enquete não tem valor científico, pois é feita apenas entre os internautas.

Sou contra, pois as pessoas vão ter que se deslocar para longe do centro. 37 votos;

Sou a favor, o centro está muito congestionado de veículos. 1.200 votos; 

Sou a favor, mas que mudasse para um local mais próximo do centro.  51 votos;

Como matar um rio

Assisenses responderão

 por crime ambiental

SÃO FRANCISCO - Osvaldo de Bairro Melo, morador de Passo do Goulart, estranhou quando a sanga que corta sua propriedade parou de correr. O fato aconteceu no início de março e o fluxo somente se normalizou no dia 28. O produtor teve sérios prejuízos, pois usa essa água para o abastecimento da casa e para os animais. O desvio acontecia na propriedade de Amália Bochi, onde foi instalada uma roda d'água para abastecer um pequeno bebedouro.

O crime - De acordo com a Brigada Militar, havia uma taipa no curso d´água chamado Sanga dos Bochi, onde também houve a derrubada de árvores nativas. Desviar cursos de água e cortar árvores nativas é crime ambiental, por isso, os autores responderão a um processo judicial podendo sofrer pesadas multas. Também será investigado sobre a origem das máquinas de grande porte que foram usadas.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Domingo caseiro

Meu domingo de Páscoa foi pra lá de agradável. Passei em casa com a família até o meio-dia e, à tarde, recebi vários amigos queridos e emendamos a noite conversando, ouvindo música e degustando as iguarias preparadas pela Suzana, minha rainha do lar. Cada torta, cada doce de dar inveja a muitos donos de padaria.

Fatos chocantes

Já na segunda-feira, corri me informar dos acontecimentos e fiquei chocado com os últimos fatos em Santiago: com a morte de um senhor, a golpes de machado -  bairro São Jorge. Nesse mesmo bairro um marido matou a mulher degolada, junto a um orelhão, há alguns anos. Me surpreendeu também a onda de assaltos e arrombamentos, causando até a morte do seu Ermenegildo Sagrillo, no centro de Santiago. Ele faleceu vítima de infarto após o assalto a sua casa.

Horrores pelo Estado

Já no Estado, fiquei abismado com, pelo menos, quatro episódios: com o fato da mãe que matou o filho único em Porto Alegre por causa de drogas; com a família que perdeu três filhos (não tem outros filhos) em acidente de trânsito em Bento Gonçalves; com o jornalista santa-mariense que morreu afogado com seu pai em um açude na fronteira com o Uruguai, em pescaria de final de semana, e também com o caso do assaltante que degolou uma dona de bar em Pelotas por causa de 50 reais. A morte foi na frente da filha da vítima.

sábado, 11 de abril de 2009

Tirando a aleluia

Não sei de onde vem a expressão, mas hoje é dia de "tirar a aleluia", ou seja, ir à desforra contra quem nos incomodou na Sexta Santa. Eu, como não tive perturbação nenhuma, vou tirar a aleluia dando pau no meu violão e, mais tarde, na bola. O time está à espera das cinco da tarde quando entraremos em campo para mais um compromisso contra nós mesmos, eh,eh,eh... Isso se meu joelho, minha coxa esquerda e o tornozelo deixarem. 


Os 100 dias de Ruivo

O Expresso circulou normal na última sexta, mas hoje cedo foi para as bancas que estavam fechadas em virtude do feriado. A manchete, "100 dias de Ruivo" causou impacto, já que muita gente comentou os primeiros passos do governo que veio de Ernesto Alves. Creio que o Ruivo vem acertando, e espera concretizar obras importantes, sempre debatendo com a comunidade. Um governo aberto, democrático, mas com os pés bem no chão.

Expresso, acertando em cheio 

O Expresso deve ter acertado mais uma vez em sua manchete. Digo isso porque o Diário de hoje, pertencente ao poderoso  grupo RBS, trouxe exatamente o mesmo tema: os 100 dias do prefeito Schirmer, de Santa Maria. Pois é, coincidência ou o jornalismo do Expresso se equipara ao dos grandes jornais? Oxalá a segunda versão fosse a verdadeira. Caso não seja, de uma coisa não temos dúvidas: seguimos no rumo certo.

Chicão na vitrine

E para encerrar esta fala rápida com vocês neste sábado ensolarado, falarei de política. Ao que tudo indica, Chicão vai aproveitar a boa fase (a vitrine em que ainda se encontra) e vai de corpo e alma para uma candidatura a deputado estadual. Ninguém me disse nada, isto é uma conclusão que estou tirando da situação que observo. Lógico, ele disse que só iria se o deputado Marco não fosse, mas e quem garante que ele é bobo de esperar o cavalo dele passar bem encilhado? É agora, ou nunca!