sexta-feira, 30 de julho de 2010

Os músicos e o blogueiro, que não é músico, mas que arranha (o violão, a garganta e os ouvidos dos outros)

A aniversariante, emocionada (tomara que ela não veja sua foto aqui, assim, chorando)

Festa pra Suzana

Ontem, a noite foi de festa lá em casa. Vários amigos da Suzana lhe "bateram uma surpresa" pelo seu aniversário. Ela ficou emocionada, ainda mais que eu, em vez de dar presente, resolvi cantar. Obrigado a todos, principalmente pelos seresteiros Walter, Júnior e Émerson.

Padilha - Amanhã, às 19 horas, o PMDB estará reunido pra inaugurar o diretório do candidato Eliseu Padilha. Será ali na Getúlio, próximo à loja Tottal. Diniz Cogo mais uma vez se articulando. Padilha concorre a federal.

Tubias - Ontem conheci o candidato a estadual pelo PMDB, o santa-mariense Tubias Calil. É um candidato jovem, porém, já tem bagagem como vereador em Santa Maria. Muito divertido, simpático. Vamos ver como se sai.

quinta-feira, 29 de julho de 2010


Debate quente
sobre o Direito

Marcelo Noronha (presidente da OAB), Itacir Flores (presidente do Movimento contra a prova da OAB) e Adriane Damian (coordenadora do curso de Direito da URI). Todos estarão na Central FM neste sábado, das 10:30 ao meio-dia, no já tradicional Expresso no Ar. Tema; questões ligadas à área, como a necessidade da prova da OAB, a preparação dos advogados pelos cursos universitários e muito mais. Não perca!

Burros e padrinhos


A cada dia fico mais impressionado com os interesses políticos e com a burrice de certos jovens do nosso meio. É só dar-lhes uma cordinha que a cabeça já vira em pandarecos. Saem por aí se achando... Isso é feio. Muito feio!

Há pouco, um rapaz do PP rezava em volta do "padrinho" para obter acesso ao sucesso político. Era padrinho pra cá, padrinho pra lá. "Eu ainda vou ser prefeito. Eu vou, vou e vou! Não é, padrinho"? Dizia...

Agora, que quebrou os pratos no PP, passou pra outro partido, mas já virou o cocho. Já está funçando na vida dos candidatos A, B, C, todos que não são da sua sigla (mas que outrora eram) e que até lhe deram emprego. Claro, competência não se discute, mas, cá pra nós: cuspir no prato que comeu é uma coisa terrível !

Faça o seguinte, guri: vá fazer campanha pro seu partido, pro seu candidato que raras vezes colocou os pés em Santiago. E fique calmo ou vou desconfiar que anda rezando pela cartilha de outro padrinho. E um padrinho burro ainda por cima.

Bem na foto


Este sou eu, sentadão lá na Câmara de Capão do Cipó. Fui lá ouvir os nobres. O Ibanez (presidente) disse que agora tá repartindo bem as diárias e cada bancada tem direito de viajar e fazer curso, mas com moderação.


E logo surgirão as obras na Câmara. Os gastos não passam dos 17, 18 mil, reprisou Ibanez.

Disconzi x homossexuais

O médico Arlindo Disconzi deu show no Expresso no Ar, pela Central FM. Só numa coisa ele pisou na bola: relacionou os homossexuais com os pedófilos.
A resposta vem no Expresso.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Aventura em Cipó


Pegamos barro, estrada esburacada (no caso da 377 que tá virada no "que é aquilo") mas fomos em frente: ontem o Márcio e eu estivemos em Capão do Cipó ouvindo os reclames da população quanto à falta de segurança. Sim, ultimamente a cidade tem sido alvo de meliantes e a polícia nem sequer nos dá pistas de onde eles poderiam ser.

No lombo do Froner

Mas o sarrafo maior não foram os marginais que levaram, mas o nosso querido prefeito Froner. E digo mais; nem o líder do seu governo poupou seu lombo. Os menos afoitos pediram sua cassação e disseram, que "onde ele pisa, tem rolo". Não estou inventando nada, alto lá! O que escrevo está tudo gravado lá na Câmara, num ambiente público para todos verem quantas vezes quiserem.

Rim pendurado na cerca

E como disse o colega Márcio, na nossa volta pela embarrada estrada que está em obras (da 377 à sede do município): "Este prefeito, ao que tudo indica, só vai cumprir seu mandato e adeus, tia Chica. Se até os dele não conseguem mais suportar a pressão do povo e acabam debruçando-lhe o pau, querendo seu rim pendurado na cerca"...

Parabéns ao autor

LEIAM A POSIÇÃO DO VEREADOR BERNARDINO VENDRUSCOLO DE PORTO ALEGRE SOBRE O EPISÓDIO DO SEQUESTRO DA CADELINHA DA MÉDICA.


A cachorrinha de sucesso

Por favor, não me acusem de não gostar de animais, principalmente de cachorros, mas o espaço destinado em alguns veículos de comunicação quanto ao drama da médica e sua cadelinha nos últimos dias tem sido surpreendente.

Com tantas crianças, perdidas, abandonadas, mal tratadas, sem condições mínimas de desenvolvimento, é contraditório tantos comentários em torno de um único episódio. Tudo bem que se noticie o fato em si, mas o que deveria estar mais em voga são os milhares de inocentes que não chegarão nem perto e tão pouco terão os mesmos cuidados que a “tal cadelinha”, que por sinal é muito linda.

O “salseiro” criado em torno do tema, faz parecer que nada mais há de importante a ser divulgado. Por favor, assim vamos alienar e enlouquecer!

Noticiem sim todos os problemas relacionados aos animais, mas não esqueçam das barbáries diárias pelas quais as pessoas passam todos os dias e para as quais precisamos acordar e tomar posição.

Esta é a opinião deste vereador que se vê na maioria das vezes impotente perante infinitas demandas sociais que chegam a este gabinete.

Bernardino vendruscolo
Vereador – PMDB
(51) 9981.4199


Dando duro
na "casa da dinda"

Este aí da foto, à esquerda, (vocês já sabem), sou eu. O outro é o vereador Bianchini, que também vocês conhecem. O que talvez vocês não saibam é que ele aproveita qualquer folga da câmara - isso quando não está furungando num assunto e outro mesmo no recesso - para trabalhar na “casa da dinda”.

Esta é uma casa que foi erguida às margens da 377, logo ali, na saída pra Capão do Cipó. Como é metido a sebo, trabalhador feito um leão, Bianchini atua de fato sozinho. O Márcio e eu estivemos lá pegamos o cara no “sufragante”.

Lembrando que, “casa da dinda”, é um deboche que o santiaguense faz à antiga morada pública usada pelo ex-presidente Collor de Melo, lá em Brasília. Só que, esta do Bianchini, para o seu deleite, foi erguida pelo seu próprio braço
.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Poucas e boas

Hoje vou postar pouca coisa, pois tenho intenção de sair da cidade. Depois eu conto onde andei e as novidades que vi;

O frio causou mais duas mortes no Estado. Um dos mortos é de São Luiz Gonzaga. A mínima do Estado foi de 2 graus negativos, em Vacaria;

Aviso aos navegantes: mortes por suicídios não devem ser divulgadas por uma questão de ética. Não sei se conhecem este bichinho?;

Outra coisa que fere a ética é ficar dizendo: "Cheguei primeiro. Só eu tenho esta notícia. Exclusivo!", e aí vai. Parece que o autoelogio ao veículo está acima da notícia;

Seguem intensos os preparativos para Os Melhores do Ano. A festa vai ser pra marcar época, com um dinamismo totalmente inovador e um show pra ninguém botar defeito;

O dr. Disconzi deu show no Expresso no Ar. Veja tudo no Expresso desta semana.

Só numa coisa ele pisou na bola, foi em relação aos homossexuais. Disconzi relacionou essa classe aos pedófilos. Mexeu no vespeiro e vai vir chumbo grosso;

E falando nisso, a Central FM a cada dia conquista mais público. Eldrio Machado, feliz da vida vai estruturando a emissora e conquistando credibilidade;

O Bianchini é um dos poucos vereadores que não para. Vive fuçando em leis etc, problemas em geral como o das tele-entregas. Agora ele volta a aporrinhar os bancos na questão das filas;

Ruivo muito animado com o salto que Santiago vai dar. No próximo dia 02 de agosto teremos um montão de inaugurações para marcar época. destaque para as parcerias entre as empresas e prefeitura;

Não sou apaixonado pelo nosso prefeito, mas admiro sua capacidade administrativa. Durante a campanha, ouvimos dezenas dizendo: vamos trazer indústrias, empresas. Ruivo prometeu reforçar as de casa e, agora, se vê parte dessa promessa sendo cumprida;

Enquete do Expresso

Teremos mais asfalto, e pra frear a correria...
( ) É preciso mais quebra-molas: 26 votos: 56.5%
( ) Quebra-mola é proibido e fica feio. Melhor é fiscalizar: 15 votos : 32.6%
( ) Não. Em Santiago não há correria: 5 votos:10.9%

Nova enquete

Uma lei proíbe o pai de dar palmadas:
( ) Concordo, isso não é jeito de educar;
( ) Uma palmada não vai fazer mal algum, e até vai educá-los melhor;

segunda-feira, 26 de julho de 2010



Nemitz fora do rádio
(mas só por enquanto)

O comunicador Rafael Nemitz dá um tempo aos seus programas e reportagens pela Verdes Pampas FM até outubro. Ficando licenciado da emissora, ele terá mais tempo para dedicar-se à campanha de Mônica Leal, ex-secretária de cultura do estado que concorre a deputada estadual pelo PP.

Rafael faz bem em tirar licença. Afinal, misturar notícia e política poderia não ser uma boa. Acerta mais uma vez. Desejo sucesso ao colega e aguardo pelo seu retorno aos microfones.

Quanto à querida ex-secretária, creio que vai dar boa beliscada em Santiago e, na soma geral, deve passar fácil. Afinal, fez quase um milhão de votos para senadora na outra eleição.

Frase da noite:
“A gatunagem tá virando epidemia em Santiago e região”.
Dita pelo meu amigo Vanderlei Machado.

Nosso pequeno fã

Hoje meu dia ficou ainda mais iluminado. Logo cedo aceitei no MSN um rostinho de um garotinho de 11 anos. Era o Samuel, filho do Roberto Bessa Moraes e de Santa Helena Flores Moraes. Não costumo conversar com crianças pelo MSN, e muito pouco com os adultos, pois meu tempo é corrido. Mas resolvi ouvi-lo, e veja só a surpresa:

“Oi. Eu estudo na escola Thomas Fortes (6ª série) e não perco o Expresso. O jornal é imformativo, criativo e engraçado. Eu e o meu pai, a primeira coisa que lemos, é a parte do Sadi Machado. Também gosto de ler as tirinhas do bed-bug. Estou ansioso para ler a próxima edição do jornal. Inclusive meu pai comprou o seu livro.”

Aí está a semente, aí está a alegria em fazer comunicação. Diante de tão nobre leitor, tentei retribuir o carinho e o convidei para uma visita à redação para eu poder detalhar o jornal. Talvez ele venha aqui com seus pais e seus amigos. Conhecer o Samuel será meu presente de aniversário.

Recado ao Bianchini

Pau que dá cavaco

Prezado Bianchini

Parabéns pelo blogue. Será muito útil a todos. Agradeço pela lembrança dos nossos 17 anos. Também gostaria de me aproveitar do teu comentário esclarecedor sobre a “árvore no caminho”, e seguir o tema no próximo Expresso.

Como pode? As pessoas plantam árvores ao deus dará? Nem se dão conta que alguém pode querer usar a calçada?

E que você tem a dizer da nova lei, que só a prefeitura “pode podar”? Vão cumprir? Se não cumprirem, vamos mostrar a eles qual o pau que dá cavaco.

Obrigado, e não esqueça; Chicão é uma “perla”.
J. Lemes

domingo, 25 de julho de 2010

Rir é o melhor remédio

Como sou admirador da arte de fazer rir, compartilho com os amigos deste blogue um vídeo feito a capricho. Riam à vontade, afinal, este é o melhor remédio. Com vocês, o Jorge da Borracharia:
http://www.youtube.com/watch?v=KLh-rpEsRo8


Esta gente boa estará em Santiago no dia 28 de agosto, na festa Os Melhores do Ano. Eles são os feras do humor gaúcho. Os reis do you tube. Não perca!



sábado, 24 de julho de 2010

Morra de rir com...


Primeiro as Damas

Alguém ainda vai ter um troço e morrer de rir com as graças da equipe Primeiro as Damas, grupo de maior sucesso do humorismo gaúcho. Os reis do you tube. Mais de 4 milhões de acessos. Querem ver seu show? Digitem "primeiro as damas" no Google. Ao vivo, só em agosto, nos Melhores do Ano.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Figuraça


Amanhã teremos um convidado superespecial lá no Expresso no Ar (central FM, das 10 ao meio-dia); Arlindo Disconzi é o nome dele. O cara é uma fera.


Apesar de ser médico, gosta mesmo é de falar dos relacionamentos, felicidade, tristeza, drogas, natureza... Liguem-se. Tenho a impressão de que este será um dos melhores programas.

Deu na imprensa

"Época de eleição é algo, no mínimo, surpreendente. Ao invés de esclarecer o eleitor, as coligações, apoios, tempos de TV e toda sorte de "maquinações" dos partidos políticos deixa qualquer um zonzo. É uma hipocrisia deslavada que só serve para diminuir ainda mais a confiança que as pessoas, o cidadão comum, tem nas instituições políticas. "

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Carta do leitor

(ESTA NÃO COUBE NO JORNAL, POIS CHEGOU EM CIMA DO LAÇO, MAS NA OUTRA SEMANA EU DAREI A DEVIDA DESTINAÇÃO)

Resposta à professora
Adriane Damian

Em resposta ao artigo publicado dia 16 de julho de 2010, na coluna de João Lemes, escrito pela coordenadora do curso de Direito da URI Campus Santiago, professora Adriane Damian Pereira, gostaria de expressar minha opinião a respeito.

Pelo que foi posto, a nobre professora empurrou a culpa das reprovações somente nos alunos como se a faculdade não tivesse nenhuma responsabilidade na formação de seus acadêmicos. Também entendo que quem "não quer pensar" jamais freqüentaria uma faculdade particular, onde muito se sabe, as suas mensalidades não estão acessíveis a todos.

Prefiro acreditar que, apesar do posto assumido pela professora, a URI Campus Santiago não compactue com tal posicionamento, pois é notória a exposição de seus alunos na mídia, como se fossem todos desinteressados e preguiçosos.

Ass: pelo aluno Desinteressado e Preguiçoso - Bel. em Direito -
formado pela URI Campus Santiago


Bom dia, amigos

Tu vê só, o Júlio Prates disse que o Flamingo vende almoço à R$ 3,50 (prato feito). Mesmo assim, o Restaurante do Mário, no ladinho, vive bufando de gente que paga 12 ou 15 pelo almoço. É questão de opção.

Ontem sofremos bastante com tanto serviço. Saí do jornal tardão da madrugada e sem coragem de digitar uma frase sequer e nem de ler meia página. Cansei! Mas hoje, quinta, vamos para os finalmentes, e com carga total.

Saudações ao meu amigo Vanderlei Machado pelo e-mail que me mandou. Criatividade é o que não falta nesse corpo. Só te peço que pare de andar chamando urubu de meu louro eh,eh,eh. (Brincadeira).

Falando em aves, minha calopsita morreu. Deve ter sido de frio. Fiquei triste, é verdade. O guri também ficou, mas antes ela do que eu...

O Márcio, o Antoninho e o Denilson também ficaram macetas nesta semana de tanto trabalho. Não há de ser nada grave, assim que o jornal sair, o cansaço pelo esforço dará lugar à alegria do dever cumprido.

E como hoje cedo não estou na redação, um aviso ao Denilson: na geladeira há muito arroz e feijão, de quebra, uma linguicinha. Soque tudo numa panela, revire, e bom café. Hoje é outro daqueles dias em que não vou te dar almoço.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Deu na imprensa

Seria o estresse?

Dias atrás, dois motoristas se engalfinharam no centro de Porto Alegre em decorrência de uma briga de trânsito.

Por quase 20 minutos, um jovem e um senhor de idade protagonizaram cenas dignas do filme "O Clube da Luta" em plena esquina da Rua Caldas Júnior com Andradas.

Agora, um homem não identificado de 65 anos, indignado com o atendimento em um posto de saúde em Santa Catarina, matou a tiros uma atendente da instituição.

Capão do Cipó


Reformas na Câmara
(corrigindo)


Acabo de conversar com meu amigo Ibanez Garcia, o presidente da Câmara cipoense. E sem mais delongas, corrijo o valor a ser gasto com as reformas naquela casa do povo. A minha fonte informou 200 mil, mas não é nada disso. Esse é o valor que talvez seja a sobra do orçamento, pois os gastos nas reformas não devem passar dos 20 mil.

Conforme me explicou Ibanez, o orçamento feito pela câmara está em 16 mil, e pode ou não surgir uma empresa que queira fazer por esse preço, caso contrário, uns 20% ainda pode subir que, mesmo assim, estará dentro da normalidade e legalidade.
"Nosso projeto de reforma e ajustes é simples, barato e muito funcional", argumentou ele.


Agradeço ao amigo Ibanez pela visita, pela fidalguia e caráter no trato com a imprensa. Elogio também a sua relação com seus colegas, partidários ou não. Em breve estarei aí no meu amado chão assistindo aos trabalhos desse poder legislativo.

Quanto à prestação de contas sobre a Expocipó, o que faltam são alguns esclarecimentos, mas nada de alarmante. Claro que não, conheço bem o presidente do evento, Alcides Meneghine, e sei de sua capacidade e lisura. Fico no aguardo.

Um forte abraço a todos os cipoenses. Aguardem pelo Expresso de sexta e sigam nos dando o prazer da leitura.

De Santa Catarina

Caro João Lemes:

Acessando teu magnífico blog, deparei com as perfeitas colocações que fizeste a respeito de Dilma e Serra. Irretocáveis os comentários que expendeste sobre a repulsiva caterva que cerca tais candidaturas. Parabéns, subscrevo in totum!

De outra parte, gostei da tua receita para enfrentar o frio, abstração feita ao vinho de Jaguari. Tive um saudoso amigo jaguariense, de família tradicional da cidade e antigo Diretor do Banrisul, que dizia (brincando) que o vinho Chapadão já trazia um "sonrisal na embalagem", para salvaguardar o consumidor de males digestivos...

Brincadeiras à parte, João, aproveito para dizer que hoje também voltei a acessar o nosso Expresso, via internet, tomando ciência da apresentação que fizeste a propósito deste modesto e estreiante colunista. Envaidecido, gostei uma coisa por demais e te agradeço pela clareza e concisão do currículo.

De resto, a leitura dos demais artigos e reportagens desta nova edição me deixaram sobremaneira orgulhoso, como santiaguense, ao constatar que o nosso jornal está cada dia mais aprimorado, projetando além fronteiras as coisas do nosso pago.
Abraço especial. Jayme Piva (SC)

terça-feira, 20 de julho de 2010

Vai de Serra ou de Dilma?
Veja quem já está com eles

Os dois candidatos que despontam nas pesquisas para presidente fizeram alianças tão estranhas que ficará difícil para o eleitor saber quem é o melhor. Entre os que apoiam e pedem votos para Dilma estão Collor de Melo, José Sarney e Renan Calheiros, envolvidos em escândalos nos últimos anos. Serra tem a seu lado Joaquim Roriz, Oréstes Quércia e Roberto Jefferson, ambos com um passado de suspeitas.

Collor - Carrega o impeachment do primeiro presidente eleito no país pelo voto direto após a ditadura. Teve seus direitos cassados por oito anos. Eleito senador em 2006, concorre ao governo alagoano.

Sarney - Como presidente do Senado, enfrentou uma onda de denúncias. Foi acusado de contratar parentes e de receber auxílio-moradia apesar de ter casa em Brasília.

Calheiros - Em 2007, foi acusado de receber dinheiro de empreiteiro para bancar pensão e aluguel da jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha, de ajudar uma empresa com problemas no INSS e de ser sócio oculto de empresa de comunicação.

Roriz - Apontado como pai do mensalão do DEM, tenta voltar ao governo. A Procuradoria Eleitoral impugnou sua candidatura. Roriz renunciou ao Senado em 2007, após a divulgação de gravação em que negociava a partilha de um cheque de R$ 2,2 milhões.

Quércia - É um político sem cargo público há quase 20 anos. Foi vereador, prefeito, deputado, senador, vice-governador e governador. Quando ensaiava voo nacional, em 1994, foi ofuscado por denúncias de corrupção.

Jéfferson - Em 2005, tentou ser o herói do escândalo do mensalão, fazendo denúncias contra o PT e o governo Lula. Confessou ter recebido, de forma ilegal, de R$ 4 milhões do PT. Acabou tendo o mandato de deputado federal cassado.
(colaboração: denilson Cortes)

João Mário


Minha tarde de segunda foi pra lá de proveitosa. Ontem recebi figuras ilustres, como a do prefeito João Mário - Jaguari. Gente! O cara é demais! Tá fazendo coisas do arco da velha. E pra quem pensava que ele era o empresário e não político, esclareço: como empresário está sendo um bom político e como não-político está sendo um bom prefeito.

Traremos algumas das tantas novidades no Expresso, uma delas, é que o Festival (Grito) acontece em agosto, sem problemas, com boa grana federal garantida. Melhor: o de janeiro do ano seguinte também está no papo. De onde dinheiro? Da mesma grana que veio agora. Sorte? Não, inteligência, estratégia e representatividade.

Ah! E o disco será apresentado no mesmo dia do evento.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Brrrrr


Há pouco passei ali na rua. Tá frio, mas frio! E poucos se aventuram ao Minuano soprando na orelha. Melhor é seguir minhas dicas para "evitar o frio".

-Vista bastante roupas e meta palas, ponchos e sobretudos e deite-se bem abafado de acolchoado com a mais pura lã de chibo. Se tiver à mão, ligue uma estufa, um ar-condicionado e não saia daí por nada deste mundo.

Se não bastar, meta nos queixos um gole do mais puro vinho Jaguari.

Capão do Cipó

Vereador Ibanez Garcia.

Expocipó - Estou na esperança de saber da prestação de contas da feira de Capão do Cipó, que foi rápida, mas não a contento dos vereadores. E já dizem que a prefeitura juntou 75 mil e mais 10 da câmara para patrocinar o evento. Teria ela largado toda essa grana nas mãos do Sindicato para que promovesse o troço? E sem pedir, exigir prestação de contas?

Reformas - E mais uma que vem do Cipó. O presidente da Câmara, vereador Ibanez, vai reformar a câmara e nela vai gastar uns 200 mil. O assoalho será de lambri, fora o resto. Que legal. Para ter esse dinheiro na mão, o presidente diz que economizaram em diárias.

E o povo, óh! - A medida é boa, vai embelezar algo que é do povo, mas será que este mesmo povo não vai se arpuar com tanto luxo na sua casa e acabar se retirando de vez do plenário? E os vereadores, terão que ir pro serviço de terno, pra fazer jus ao recinto? Vamos ver...

Assaltos

Na semana que findou assaltaram mais uma dessas casas lotéricas. Conforme a repetição de roubos a essas lojas em Santiago, me atrevo a mudar os nomes delas de, Pague Fácil, Pé Quente e Esquina da Sorte para "Assalte Fácil", Pé-Frio" e "Esquina do Azar".

Falando em assalto, a modernidade chegou em Capão do Cipó. O Bradesco.
Falando nesse banco, alguns larápios resolveram assaltar a agência (posto) cipoense no último final de semana. Lutaram, mas não conseguiram quebrar o vidro que protegia o caixa. Ma mesma noite, deram uma visitadinha na loja Nenes e se "fardaram"

Domadores do destino


Frio brabo, coisa dos pampas. Mas não tem de bicho. Vamos que vamos, domando o frio e o destino, assim como o meu filho João, aí na foto. E, conforme o Denilson, teremos mais uns 15 dias de frio e chuva. Brrrr.

Lembro, ainda, que na época em que eu trabalhava na leitura dos medidores pra CEEE, peguei garoa, vento frio, geada e até neve. A neve foi lá em Júlio de Castilhos, pelos idos de mil novecentos e oitenta e picos. E não morri.

Lógico, hoje estou aqui numa confortável cadeira, com ar quente na nuca, opa, digo, nas costas, e nem lembro direito daquele tempo. Quando viajo na memória e me pego a pensar nas minhas "bravuras", até me fortaleço para seguir enfrentando o presente e o futuro com muito mais força.

Há pouco, meu filho mais novo, o Joãozinho blogueirinho, passou aqui. Tá em férias na escola da URI e foi à biblioteca buscar um livro. Também pegou mais um filme. À noite, vai atualizar seu bloguezinho.

Que guri iluminado! Quem me dera que eu tivesse tido metade do apego dele aos livros. Hoje eu tenho esse hábito, mas o João tem desde que aprendeu a ler.

Dito isso, refletimos: a coruja sempre gaba seu toco, mas eu não o elogio apenas pra vangloriar a família, mas para que todos vejam seu exemplo, inclusive, seus próprios manos e, assim, consigam domar seu tempo, sua vida e seu destino.

Uma boa tarde a todos.

domingo, 18 de julho de 2010

Vida e morte

Quando soube da morte da mãe do nosso prefeito (Júlio Ruivo), lembrei da noite terrível que tive quando soube da morte da minha. O telefone tocou às três da manhã, sendo que até então eu estava insone, me virando pra todo lado na cama. Aí, após a notícia ruim, de fato não dormi, a não ser após me submeter a dois poderosos faixas pretas. Sim, precisava dormir para cedo seguir para o velório. Não era possível sair àquela hora...

Minha mãe já não nadava boa, sofrendo dores psíquicas muito fortes. Já não via alegria em quase nada. Sou realista e, quando viver não acrescenta mais nada, melhor partir para sempre. E não me perguntem pra onde...

Me criticam por ser pouco crédulo na vida pós-morte, mas aí pergunto a todos: como era antes de você nascer? Não era nada, não havia nada. Logo, se conclui que após a morte cessa tudo e viramos o nada. Me perdoem os religiosos, mas essa é minha crença e o sentido para a nossa vida é a certeza de quem um dia iremos morrer.

sábado, 17 de julho de 2010

Oi, amigos

Que final de semana brabinho este. Frio, chuva... Há pouco fui ali na frente de casa pegar minha Zero Hora e senti o pelo molhar com a chuva que não para. Ah, na caixa de correio também achei um santinho, sabem de quem? Do Chicão.

Aqui ele nem precisava deixar, pois creio que não escapa nenhum voto de sua urna, mas foi melhor assim, pra que eu possa mostrá-lo aos meus visitantes. Recém vi a nossa empregada com ele nas mãos, lendo o currículo do gringo contido no verso.

O Expresso no Ar de hoje ouviu o juiz Rafael Peixoto e a defensora pública Larissa Ferreira. Boa entrevista. Falamos de tudo um pouco. Durante a semana, dou detalhes. Beijos a todos.

quinta-feira, 15 de julho de 2010


Cidadãos mais armados


Eu bem que avisei, debatei, pedi, insisti, implorei, divulguei, me entreguei...

Arma só leva à destruição. Somos todos bandidos, somos todos capazes do impossível, basta termos uma arma. Agora, leiam esta notícia que o Expresso trará amanhã.

O número de armas de fogo vendidas no Brasil aumentou 70% desde a aprovação da venda, no referendo em 2006 (plebiscito). Em 2005 foram vendidas 68 mil armas. Em 2009, chegou a 116,9 mil.

Outro grande problema do crime é o roubo de arma do cidadão que a comprou na loja. Ao proibir o comércio, você fecharia a maior fonte que abastece a criminalidade de armas.

Bom dia, região!

As mulheres dizem que Cristiano Ronaldo e Kaká são lindos de morrer. Elas precisam conhecer o goleiro Bruno. Ele é de matar.


O Expresso vem bombando de novo, como dizem os magrinhos. Uma das coisas boas do jornal é a foto do delegado dando palestra sobre drogas, ajudando os jovens a ficarem preparados contra esse inferno.

Pera aeee! Falei de palestra, não de palco, nem de cancha de carreira. Então, já sabem de qual delegado que eu falo, né?

Dia desses um colega meu foi à Delegacia e quis saber de uma ocorrência. Aí, ouviu alguém dizendo: não sei de nada. Ele não veio hoje e de tarde também não apareceu. Eira, cavalo!

Falando aqui com os colegas, dei-me conta de que vários secretários públicos de Santiago atuam também na URI. Me referindo aos CCS, em quem será que eles votaram na eleição da universidade?

quarta-feira, 14 de julho de 2010


Chicão dá a largada

O ex-prefeito de Santiago já está em plena campanha para a Assembleia Legislativa. Sábado, 10, Chicão fez uma caminhada pelas ruas de Santiago, reunindo dezenas. Durante a semana, o candidato seguiu a caminhada pelos bairros e esteve em Unistalda.

PP + PT, ou PT + PP?

Quase nem acreditei nesta notícia:

“O PP declarou apoio à Dilma. Segundo o presidente do partido, senador Francisco Dornelles (RJ), as bases das propostas de governo de Dilma Rousseff são as mesmas: crescimento econômico e justiça social.”

Pelo Twitter, Dilma comentou: "Recebemos há pouco o apoio do PP. Agora, sim, estamos com o nosso time completo para entrar em campo e ganhar o jogo".

Time completo? Eu, hein!!! Tô loco pra saber como os meus amigos Bueno e o Tide (do hega dos mesmos!) encaram essa.

Andarilho...

Ontem, ao sair do Expresso, tive que ir a pé pro rancho. O veículo estava na oficina e nem me dei conta. mas foi ótimo. Neste país lotado de carros, só na braba pra gente andar. E às 14 horas de hoje, idem. de novo sem carro. Vim a pé outra vez. Legal! A seguir assim, verei que não serão só o Jones e o Zélir a andarem.

O guri voltou

Quem diria. Esse guri aí da foto comigo (direita) de chinelas de dedo, posando ao lado dos meus filhos e da minha cadela, hoje vale uma fortuna. Depois de andar pelo exterior, o Rafael Sobis voltou para o meu Inter e, caso o time queira tê-lo em definitivo, precisa desembolsar 11 milhões.


Somos todos bandidos

No mês passado, Cláudison Cristiano Chagas Berens morreu com um tiro na testa em Santa Maria. Um freguês de seu bar foi quem atirou, na hora da compra. O produto custou 20,75 e ele só tinha os 20. “Tu me traz depois esses 75”, disse a vítima, quando ouviu: “Vou te pagar agora mesmo”, recebendo o tiro. O rapaz ainda se arrastou até um abrigo de ônibus onde foi socorrido, falecendo no hospital.

Narro este fato pra lembrar do que uma arma de fogo na mão do cidadão é capaz de fazer. Sim, pois antes de virar bandido, o cara era um cidadão respeitado, um advogado. Depois de preso, disse que atirou em Cláudison por que “deu vontade”. Tudo reverteu-se em poucos segundos, provando que somos todos cidadãos, que somos todos bandidos. A diferença tênue está na arma e na emoção. Caso esse “cidadão” não tivesse a arma, essa tragédia não teria acontecido, já que ninguém de fato sabe quem é e do que é capaz.

O incrível foi que, na semana seguinte, me encontrei com alguns amigos em Cruz Alta. Ao conhecer duas crianças lindas, sobrinhos do meu amigo Jairo Oliveira, soube então que o pai deles o empresário (Cláudison Cristiano) estava sendo velado em Santa Maria. Lógico, o nosso encontro, marcado há meses, não fora suspenso, até porque o falecido já estava separado da irmã dele, contudo, a dor ficou em todos os nossos corações por mais essa tamanha brutalidade.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Do Joãozinho

Com a boca na botija!

Ontem dia 05/07/10, estavam eu, minha mãe, meu pai e a empregada Vanderleia, na cozinha. Vanderleia e meu pai estavam conversando, (não vou entrar em detalhes). Não lembro o que eles falaram que me fez dizer:
- Errar é humano, mas persistir no erro é burrice.
Meu pai fala meio resmungando:
- Essa aí é velha!
Querendo que eu não falasse mais coisas manjadas.
Minha mãe fala:
- Coitadinho! Ele tá recém aprendendo!
Um pouco mais tarde, na hora da janta, minha mãe olha para meu pai e diz:
- Tira esse “mato” que ta aí na tu alface.
meu pai fala:
- Ah! O que não mata engorda.
Na mesma hora eu falei:
- Agora quem falou coisa manjada foi tu.
Meu pai fala:
- Isso! Boa! Meus parabéns.
E já foi estendendo a mão quando minha mãe fala:
- Bem feito!
meu pai diz:
- Não é bem feito! Eu quero que ele seja melhor que o pai dele.
Enquanto isso, eu fiquei me achando o maioral!


(texto do meu filho João, que fez 12 anos sábado).
Confirma mais em http://www.jhlemes.blogspot.com/

Cabo ou soldado?

A campanha pra deputado iniciou no dia 06. Ontem já era dia 12 e um cabo eleitoral de uma candidata não sabia nem o seu número. Por mim, rebaixava ele a soldado raso.

Brrrrrr


Que friagem! Meus dedos ainda estão duros para digitar. E segundo o Paulo Pinheiro, tem tudo pra piorar. Hoje fez zero grau em algumas cidades, noutras, menos que isso.
Em Santiago fez dois negativos às 6:50. E na quarta e quinta teremos mais frio. Essa foto, tirada bem cedinho, não é minha, sabem disso, né? Ela é do "homem do tempo" aqui do jornal, o seu Denilson.

Ontem, a nova Felice foi inaugurada. Cosa linda de se olhar. Nossa equipe esteve lá e conferiu. E dizem que o deputado Heinze saiu triste porque não lhe deram a palavra. Pois sim...

Vamos seguindo firmes aqui no jornal, apesar do frio. O solzinho ajuda bastante. Tá bom até pra comer bergamotas na velha cadeira ali da varanda, enquanto tomamos sol. São coisas simples da vida que poucos dão o devido valor.

Ontem comecei a ler o livro do mais recente colunista do Expresso. O Jayme Piva. "Os seios de Joana" é uma coisa fantástica. A linguagem do Jayme é pra lá de organizada, "gostosa" de se ler. E o livro, pra quem pensava que fosse pura bagaceirice, trata-se de uma obra-prima.



Top Car

Como fiquei fora do ar, muitos assuntos foram deixados de lado, mas a este cabe dar a devida divulgação. Há pouco estive na inauguração da nova loja de veículos em Santiago: a Top Car. Aí, na foto, o blogueiro ladeado pela filha Fernanda e pelo Joel Bonfim, gerente da Corsan.

Adorei a loja do amigo Ruderson, o qual tem parceria com Fabiano Flores e o Clemente Machado. É disso que Santiago precisa: bons produtos, bom atendimento e gente séria atuando.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Contra o lixo

"O Senado aprovou nesta quinta, o projeto que obriga empresas a recolherem lixo tóxico ou de difícil decomposição, como baterias, pilhas, pneus, lâmpadas, eletrodomésticos e embalagens de agrotóxicos."

Agora eu quero ver se algum lojista em Santiago de fato saberá o que fazer com o lixo que provavelmente seus clientes irão levar até as suas lojas. E não adianta dizer que o consumidor não levará porque não tem essa cultura. Agora vai ter. Se depender do Expresso, vai.

Retorno

Estou de volta, e como diria Mano Lima: “Sempre estarei de volta enquanto tiver um amigo que me peça pra voltar”. Não sei se a letra é dele, mas que ficou bem na sua voz, isso ficou.

Luto

Como todos sabem, estava em recesso pelo luto à minha querida mãe, que faleceu dia 4. A dor segue aqui dentro, apenas foi aplacada pelos vários amigos que me foram solidários.

Tarefas

Desde o ano de 2007, quando criei o blogue, não havia ficado tanto tempo sem escrever, mas as tarefas do jornal seguiram sendo feitas, inclusive por mim.

Sidney Almeida

Nesta sexta teremos o lançamento do disco de Sidney Almeida, nos Tropeiros. Haverá show com muita gente boa. Talvez eu apareça por lá.

Joãozinho

Seguindo na linha do gauchismo, o meu outro amigo cantor, o Edson Vagas, segue feliz tipo égua com dois potrilhos. Virou avô do Joãozinho, aquele rapaz!

Jurado


Logo, Edson estará em Vacaria, compondo o júri de mais um festival nativo. Bacana saber que confiaram nele esta terrível tarefa. Sinal de que tem preparo.

Grito

Hoje falei com o prefeito João Mário (Jaguari). Até quarta saberemos se o festival Grito do Nativismo sai ou fica preso na garganta. O João espera um troquinho da lei da Cultura.

Nem o disco

Já o festival de Santiago... (Silêncio total). Nem o disco do último evento nós vimos, nem ouvimos. Uma lástima, pois neste ano até disseram que o festival salvou a feira.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Luto

Este blogue ficará sem atualização por sete dias.
Espero a compreensão de todos.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Adeus, mãe



Minha mãe, na sua cadeira de balanço, quando ficava alguns meses na minha casa, aqui em Santiago.

Voltei a este blogue antes do recesso que darei a ele para dar uma resposta aos amigos que ligam, e para agradecer à solidariedade de todos vocês. Já na chegada em casa encontrei amigos do peito, me abraçando e fazendo minha dor diminuir.

Minha mãe, Elvira Chaves Lemes, morreu aos 76 anos (não 74, como havia postado), em Cruz Alta, vítima de parada cárdio-respiratória. Deixa oito filhos (dois homens e seis mulheres) e uma porção de netos e uma bisneta.

Ela foi uma pessoa que perdeu o marido ainda jovem, ficando com seus oito filhos pra criar. Quase todos foram criados por famílias estranhas e parentes, a exemplo deste blogueiro.

Ela lutou, construiu sua casa, foi servidora pública e, mesmo sem saber ler nada, manteve seu lar sem depender de ninguém.

Por fim estava fraca, vivia mais na cama, pois andava com dificuldade.

Sofri muito, mas na hora em que parafusei a última porca em seu caixão, entendi que ali dentro estava apenas matéria, e que seguira um caminho que um dia seguirei.

Sou realista. Entendo que Deus não chama ninguém. Ele pode até nos dar a vida, mas tirá-la, jamais. Se morre porque é natural como tudo aquilo que nasce.

Me conformo, pois não ficava alegre em vê-la reclusa em uma cama. Ninguém merece isso. Nós, seus oito filhos, sofremos todos, seus amigos também, mas não tem problema nisso. Sofrer também faz parte da vida, melhor é saber que ela sim não sofrerá jamais.








domingo, 4 de julho de 2010

Notícia ruim

Queridos amigos e leitores. Meu dia tá péssimo. Minha mãe Elvira Chaves Lemes (74 anos) faleceu nesta madrugada, em Cruz Alta. Tô indo pra lá agora. Este blogue entra em recesso por uma semana.

sábado, 3 de julho de 2010

Expresso no Ar

Ronaldo, Roselaine, Sandra e eu.

Márcio Brasil, Roselaine Esmério e Ronaldo Lavarda.

No Expresso no Ar de hoje ouvimos a advogada Roselaine Esmério e o diretor do presídio, Ronaldo Lavarda, para um debate sobre a questão carcerária, abordando a superlotação dos presídios gaúchos, ressocialização etc.

Durante o programa, percebemos que os presidiários de Santiago ainda estão num "céu aberto", se compararmos as cadeias de cidades grandes. Apenas uma estatística nos deixou tristes: entre o pessoal preso, se nota cada vez mais a presença do jovem.

Detalhes no Expresso de sexta.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Clima de mudança

Como é bom sabermos que as pessoas estão atentas ao Expresso, aos colunistas e, acima de tudo, que sabem quando um assunto é bom. Vejam esse e-mail enviado a um dos nossos colaboradores.

Caro Ruy

As tuas colocações na tua coluna ” O x da questão” ressaltam a importância de criar um clima de mudança e de empreendedorismo alicerçado na nossa realidade para não “viajar na maionese” e buscar outras fontes de recursos. Para nós do Centro Empresarial a tua explanação vem ao encontro que defendemos e é muito bom que outras pessoas digam isso, principalmente pessoas formadoras de opinião como tu.
Abraços.

João Carlos Machado
Gerente Executivo
Centro Empresarial de Santiago

Laranjada azeda


"A Holanda entra para o grupo dos maiores carrascos do Brasil em Mundiais.
Apenas a França (1986, 1998 e 2006) e Itália, em 1938 e 1982, haviam eliminado a Seleção Brasileira de uma Copa do Mundo mais de uma vez."


Estas são as notícias que rolam pelo mundo, refletindo todo o amargor de ter sido derrotado. E embora todos digam que o mundo não acaba, que a vida segue, que a Copa segue, isso só prova o valor que tinha esse jogo para todos os brasileiros.


Poderíamos dizer apenas que foi só um jogo, só mais uma derrota, que somos mais campeões que todo o resto do mundo, mas não. A derrota não sai da cabeça, como um amor que se perde...


Esse jogo pedido pra Holanda ficará por um bom tempo na cabeça. Ficaremos com essa vontade de não fazer nada e deixar o mundo girar...


Mas não é preciso ser célebre pra saber e dizer que o nome é "jogo", e jogo se ganha, se perde...

O nosso time perdeu o equilíbrio? Mas se o próprio Dunga parecia querer morder um ferro que havia ao seu lado (talvez um poste, mastro, sei lá), que dizer dos demais protagonistas em campo?

Crucificar Felipe Mello (que foi expulso)? O Dunga? A CBF? O juiz? A própria Holanda (que jogou truncada, firme, barrando, batendo, mastigando a gente)?

Não há a quem culpar, pois caso a bola batida por Kaká tivesse entrado, ali, no finalzinho, ou naquela tirada do goleiro holandês ainda no primeiro tempo, se o tal gol bobo não tivesse sido marcado, estaríamos agora endeusando a todos da Seleção.

Foi só um jogo? Foi, mas dói, machuca, como disse Galvão Bueno. E como um amor que se foi, e que só com outro amor para aplacar a dor, com a derrota é quase a mesma coisa. Só o tempo, só outros mundiais (quem sabe o que faremos aqui em 2014) pra nos confortar.

Por enquanto, vamos remoer a nossa dor, a nossa tristeza, a nossa derrota... Afinal, se há alegria é porque há tristeza. Saibamos sair dela também... Saibamos digerir essa laranjada azeda...

Uma boa tarde a todos...

Aprendendo a sorrir


Sabem por que o gringo está assim, só sorriso no Expresso de hoje? É que foi a pedido da turma do Expresso, leia-se Denilson Cortes. Isso mesmo, o "cara amarrada" não consegue sorrir, mas como quer dar seguimento à sua vida política, e já que fora de Santiago não é muito conhecido, que Chicão se torne conhecido com uma cara um pouco mais simpática. Isso rende votos, INCLUSIVE.

Brigada em festa


Brigada confraterniza
e festeja o bom trabalho

Com o objetivo de comemorar os bons serviços e o excelente desempenho dos Policiais Militares no primeiro semestre de 2010, o comandante Antônio Ney da Silva Júnior confraternizou dia (29/6) domingo, 350 Policiais Militares e familiares.

No local Piquete Aba Larga, foi degustado um saboroso churrasco, quando o major Ney fez uma explanação, mostrando estatísticas dos trabalhos efetuados.
Para o major Ney, este momento festivo mostra mais que tudo, que a tropa se compromete dia a dia em prestar um bom serviço a comunidade.

PMDB deu a largada


Umas 10 mil pessoas do PMDB e PDT, lotaram a Assembleia Legislativa e a praça da matriz no sábado, 26, durante as cinco horas da convenção que homologou as candidaturas de José Fogaça e Pompeo de Mattos ao Palácio Piratini, e de Germano Rigoto ao Senado. Por unanimidade os candidatos foram confirmados por 791 peemedebistas e 690 pedetistas.

Marcando a aliança entre os partidos, duas mulheres entraram com rosas vermelhas simbolizando o trabalhismo e um homem carregou a chama, marca do PMDB.

O evento encerrou com os participantes cantando o hino riograndense e a música Querência Amada. Lideranças politicas da região, como os vereadores José Gustavo e Jeremias Oliveira (PDT), Cláudio Aguiar (PMDB) e o ex. prefeito de São Francisco, Vasco Carvalho, participaram do ato.

Rede Vivo avança

A Rede Vivo de Supermercados abre nesta sexta a 22ª filial, desta vez em Uruguaiana. Serão gerados 150 empregos. Este será um dos maiores mercados do grupo Libraga Brandão, espalhado por grande parte do Estado. Luis Brandão fará outra festa na abertura, hoje pela manhã.

Tio, dá dez pilas?

A audácia de um rapaz vem assustando os moradores dos bairros Castilhos e Alto da Boa Vista. Ele chega às casas e pede R$ 10 emprestados, pois teria perdido sua carteira e que precisaria pagar o valor para recuperá-la. As vítimas têm dado o dinheiro, com medo de uma ação violenta. A suspeita é que ele use o dinheiro para comprar crack.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Expresso 17 anos


Leitura em dobro

SÃO FRANCISCO - Nair Luís Ramos é assinante do Expresso há 15 anos. Neste longo período, ficou apenas um ano sem receber o jornal. Nair é aposentada. Diz que por isso tem tempo de sobra para ler. Fã das charges, ela diz que levanta, prepara um chimarrão e "devora" o jornal. O curioso é que Nair chega a ler duas vezes, da 1ª à última página.

No Expresso


80 anos do poeta

“Tenho 80 anos e Deus me presenteou com esse belo número, dando “longura” aos meus dias porque soube dignificá-lo. Hoje, essa juventude (não todos, claro), já aos 30 estão caindo aos pedaços por causa da maconha e, aos 40, morrem.... Cuido-me muito, pois pretendo comemorar meu próprio centenário.” (Oracy Dornelles)
(Esta é uma das matérias importantes que estarão na edição de amanhã)

Expresso no Ar


O cárcere em debate

O Expresso no Ar deste sábado trará um debate sobre o sistema carcerário gaúcho. Um dos convidados é Ronaldo Lavarda, o diretor do presídio de Santiago.


Almoço do PT dia 03

O PT terá um almoço neste sábado (03), na Associação dos Inativos da Brigada (Greminho). Nesta ocasião o deputado estadual Ivar Pavan estará presente.

Mais umas

O Expresso está quase pronto, com mais uma edição "loca de especial". E pras próximas semanas anunciaremos novos colunistas, tudo para brindar o leitor com mais coisas boas;

Amanhã é dia de jogo do Brasil, e tudo para de novo. E quando meu amigo Denilson diz que nesta copa torce pra Argentina, não dêem bola. O cara faz isso só pra ter o gosto de ser do contra. Eu o conheço muito bem.

Não há um brasileiro em seu juízo normal que não torça pela Seleção. A gente pode até não dar atenção aos soldados que vão pro Haiti, e até nem ligar pros que defendem as nossas fronteiras, mas bastou vestir a amarelinha e tocar na bola, pronto:
-Vai lá, Brasil! Vai lá, Kaká, você é a nossa pátria de chuteiras (não importa quanto esteja ganhando)...

Expresso 17 anos

Caro Diretor João Lemes:

Foram 17 anos de luta para chegar até aqui. Desafios existem para serem vencidos. A garra, a luta e a persistência sempre vencem; A FAMILIA EXPRESSO ILUSTRADO venceu. Parabéns pelo aniversário. Que você continue a atingir os seus objetivos.

Santiago, 01 de Julho de 2010

Vereador Pedro Jacinto Tadiello Bassin
Presidênte do PSDB

Bom dia, região


Expresso - 17 anos

Em nome dos meus colegas de Expresso agradeço a todos os empresários e políticos que acreditam em nosso trabalho, nos dando a honra com a publicação de lindas mensagens. O Expresso faz 17 anos e, graças a vocês, conquista cada vez mais espaço. Obrigado.